quique flores não quer ser factor de instabilidade no benfica

Quique: "É importante saber chegar e sair"

Quique: "É importante saber chegar e sair"

O treinador do Benfica, Quique Flores, voltou a não abrir o jogo quanto ao seu futuro na Luz, deixando algumas declarações enigmáticas após o empate (2-2) com o Trofense.

"Aprendi no futebol, que é importante saber chegar e sair dos clubes. Em nenhum momento quero ser um desestabilizador neste clube", afirmou o técnico benfiquista, deixando, também ele, algumas questões sobre a sua própria situação: "Chegamos ao que queremos? Não. Fizemos algo diferente? Sim. Ganhámos títulos? Sim. O que podemos fazer? O mais conveniente", disse Quique Flores, não dizendo se se tratava de um discurso de despedida.

"O público esteve sempre com a equipa, apoiou-a e aplaudiu-a muito. É natural que não tenha ficado satisfeito com o resultado e se tenha manifestado no final", acrescentou o treinador espanhol, em relação aos lenços brancos que voltou a ver na Luz. "Faltou inspiração, sobretudo no ataque. Levámos muitas bolas à área adversária, mas faltou eficácia", resumiu o técnico.

Já Manuel Tulipa, técnico do Trofense, admitiu que a sua equipa aguentou "com alguma dificuldade" a pressão exercida pelo Benfica na primeira parte, destacando, depois, as alterações posicionais feitas na segunda parte: "Assim, conseguimos sair para o ataque de forma mais organizado e obrigámos o Benfica a correr atrás da bola. Tirámos proveito disso, conseguimos empatar e, mais perto do final, se tivéssemos outra frescura e mais astúcia, poderíamos ter levado outro resultado".

ver mais vídeos