BENFICA-LEIXÕES TRIUNFO DEVOLVE OPTIMISMO ÀS ÁGUIAS PARA O QUE FALTA DA LIGA

Quique realça pressão aos adversários

Quique realça pressão aos adversários

O treinador do Benfica considerou o jogo com o Leixões como "muito intenso" e agradeceu o apoio dos adeptos na conquista do triunfo. Quique Flores quer conquistar o máximo número de pontos possível até final da Liga.

A vitória averbada ontem contra o Leixões serenou o Benfica. "Foram três pontos muito importantes. Os adeptos entenderam o que estava em causa neste jogo e apoiaram a equipa", realçou Quique Flores, no final da partida da Luz.

O treinador considerou que o Leixões "dificultou a tarefa" da sua equipa, mas a forma "muito intensa" como os benfiquistas se exibiram ajudou a consolidar um triunfo que os recolocou na senda da liderança. "Foi uma vitória muito complicada. Ficámos com dez jogadores com a lesão do Carlos Martins e muito desequilibrados, mas fomos uma equipa solidária e os jogadores tiveram muita intensidade. Foi um jogo com muita dificuldade porque marcámos um golo com alguma felicidade. Creio que o 2-1 mostra bem o que se passou", disse o técnico espanhol.

"O resultado demonstra as dificuldades sentidas. Com o 2-0, tentámos serenar mais um pouco, mas depois o Leixões marcou e a nossa tarefa ficou mais complicada", lembrou.

O treinador do Benfica salientou que a sua equipa atingiu os 40 pontos e está lançada para tentar alcançar uma boa pontuação, no último terço do campeonato. "Foi um resultado importante para pressionar os adversários. Temos de ganhar sempre os nossos jogos. Nesta altura temos 40 pontos, precisamos de fazer 60 ou mais para sermos campeões", projectou, lembrando que ainda estão por disputar 30 pontos e a ideia será "tentar amealhar o maior número de pontos", orientou.

Quique Flores explicou ainda a saída de Sidnei da convocatória. "Ele tem feito muitos jogos, estamos numa fase decisiva da temporada, com o David Luiz e o Katsouranis temos outras boas soluções para centrais e foi preferível fazê-lo descansar", frisou.

No final do jogo, houve confusão junto ao túnel de acesso aos balneários. Elementos das duas equipas envolveram-se numa troca de palavras mais emotiva e a Polícia foi obrigada a serenar os ânimos. O árbitro Lucílio Baptista assistiu aos desacatos.

"Não sei o que se passou. Ouvi ruído, tratei de meter os jogadores no balneário", disse apenas Quique Flores.

ver mais vídeos