F. C. Porto

Sérgio Conceição: "Nunca joguei à porta fechada, gosto do aplauso e do assobio"

Sérgio Conceição: "Nunca joguei à porta fechada, gosto do aplauso e do assobio"

O treinador do F. C. Porto falou, esta quinta-feira, na conferência de imprensa de lançamento do jogo com o Tondela, marcado para amanhã, dia do 125.º aniversário do clube, mas também já pôs os olhos no clássico da jornada seguinte, na Luz, contra o Benfica.

Depois do presidente Pinto da Costa o ter feito em exclusivo ao JN, também Sérgio Conceição comentou a eventualidade de o Benfica-F. C. Porto, da 7.ª jornada da Liga, disputar-se à porta fechada

"Gosto de jogar com público, seja em casa ou fora. Sinceramente, nunca na minha carreira joguei à porta fechada, mas a sensação não deve ser muito boa. Gosto de ouvir o assobio e o aplauso, gosto de ver o estádio cheio", devolveu o treinador dos azuis e brancos, esta quinta-feira, na sala de imprensa do Olival.

Relativamente ao jogo de amanhã, com o Tondela, Sérgio Conceição lembrou que, num passado recente, esse adversário ganhou em casa das águias e dos dragões. Por isso, apesar da confiança numa vitória, deixou o alerta à equipa portista em jeito de elogio ao adversário: "O Tondela é uma equipa competitiva e bem trabalhada. Temos de estar preparados para as dificuldades. O jogo depende muito daquilo que nós fizermos".

O treinador portista também passou os olhos no boletim clínico para anunciar que Soares e Mbemba já treinaram sem qualquer tipo de limitações. Quem tem passado ao lado das lesões, mesmo que venha a ser pouco utilizado é Óliver Torres. "Tomo as minhas decisões em função do treino. O Óliver foi importante no ano passado, não tem tido tanta utilização este ano, mas pode ter, de um momento para o outro".

Sobre o facto de o jogo de amanhã coincidir com a data do 125.º aniversário do clube, Sérgio Conceição rematou assim: "Queremos oferecer três pontos à equipa e ao nosso trajeto. O FC Porto é uma equipa do mundo e não só de Portugal".