Desporto

Sevilha e Dnipro na final da Liga Europa

Sevilha e Dnipro na final da Liga Europa

Os espanhóis do Sevilha e os ucranianos do Dnipro garantiram um lugar na final da Liga Europa de futebol, ao eliminarem Fiorentina e Nápoles, respetivamente, nas meias-finais da competição.

Para o Sevilha, campeão em título, as meias-finais revelaram-se um passeio, já que, à confortável vitória da primeira mão, por 3-0, juntaram nova vitória, por 2-0, conseguida em Florença, Itália.

Os espanhóis continuam assim a defesa do título conquistado em 2014 e em busca do quarto troféu, alargando assim o registo de equipa com mais títulos na segunda competição da UEFA.

O português Daniel Carriço, ex-Sporting, foi, como habitualmente, titular na equipa sevilhana e apontou o segundo golo da equipa à passagem do minuto 27, ao aproveitar da melhor forma um cruzamento da direita para, à boca da baliza, encostar facilmente para o 2-0.

Num jogo em que os outros portugueses do Sevilha, Beto e Diogo Figueiras, ficaram no banco, o colombiano Carlos Bacca, na sequência de um livre cobrado por Banega, começou a sentenciar a eliminatória aos 22 minutos, ao inaugurar o marcador para a equipa forasteira no estádio Artemio Franchi.

No outro jogo da noite, o Dnipro, que recebeu o Nápoles com uma ligeira vantagem graças ao empate em Itália (1-1) na primeira mão, soube sofrer para eliminar a equipa italiana, tida como favorita.

A forte chuvada que se abateu sobre Kiev pareceu esfriar o ímpeto dos italianos, que, mesmo em desvantagem da eliminatória, nunca foram 'senhores' do jogo. Ainda assim, o argentino Higuaín, por um par de ocasiões, colocou à prova as valências do guardião Boyko, que segurou bem as redes da casa.

O golo de Seleznyov, aos 57 minutos, acabou por confirmar a primeira final europeia da equipa ucraniana, na qual atua o português Bruno Gama, para delírio dos adeptos que lotaram o Olímpico de Kiev e que invadiram o campo de forma pacífica após o apito final do árbitro.

A final da Liga Europa, entre Sevilha e Dnipro, está prevista para o dia 27 de maio, no Estádio Nacional de Varsóvia, na capital polaca.