Sporting

Sócios decidem manter suspensão de Bruno de Carvalho

Sócios decidem manter suspensão de Bruno de Carvalho

Na Assembleia Geral do Sporting deste sábado, 68.55 % dos sócios votaram a favor da suspensão do ex-presidente do Sporting, contra 30.88%, que votaram pela revogação. Bruno de Carvalho continua, assim, suspenso. Já Elsa Judas e Trindade Barros foram expulsos de sócios.

O anúncio foi feito já na madrugada deste sábado, após prolongada contagem dos votos, por Rogério Alves, Presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting. O ex-presidente continua a não poder candidatar-se aos órgãos sociais do clube leonino.

Foram mantidas, também, as suspensões de 10 meses a Alexandre Godinho, Carlos Vieira, José Quintela, Rui Caeiro e Luís Gestas, os outros membros da direção, e as expulsões como sócios de Elsa Judas e Trindade Barros.

Bruno de Carvalho foi destituído da presidência em AG, a 23 de junho, e impedido de concorrer às eleições, que consagraram Frederico Varandas como novo presidente.

O ex-líder dos leões está ainda acusado pelo Ministério Público da autoria moral do ataque a Alcochete, a 15 de maio. Bruno de Carvalho é acusado de 40 crimes de ameaça agravada, 19 de ofensa à integridade física qualificada, 38 de sequestro, um de detenção de arma proibida e crimes classificados como terrorismo, não quantificados.