Futebol

Sporting recebido em Beja em grande euforia

Sporting recebido em Beja em grande euforia

"Bruno (Fernandes) fica. Bruno não saias" foi o grito que mais se ouviu no interior e exterior da aerogare do Terminal Civil Aeronáutico de Beja (TCBeja) à chegada da equipa do Sporting, procedente dos Estados Unidos, onde na quarta-feira defrontou o campeão europeu, Liverpool.

Sem grandes palavras para os adeptos e muito menos para a comunicação social, a comitiva leonina chegou a Beja, cerca das 13 horas, com um atraso de mais de uma hora em relação ao horário previsto. A comitiva recebeu o apoio de cerca de meio milhar de adeptos sportinguistas que, desde as 9.30 horas, começaram a marcar presença no local.

Os apelos a Frederico Varandas, presidente do clube, para que Bruno Fernandes não deixe Alvalade, também foram muitos, tal como o incentivo à equipa para a conquista do título, que escapa ao clube desde 2001/2002.

Visivelmente cansados, depois do jogo com o Liverpool, em Nova Iorque, e da viagem para Portugal, percebia-se no rosto dos jogadores, dirigentes e restante comitiva, algum ar de mau estar pelo facto de a equipa ainda não ter ganho qualquer jogo na pré-temporada.

À medida que chegavam os jogadores, treinador e presidente foram respondendo às solicitações dos adeptos para fotos e autógrafos, com exceção de Bas Dost, que passou pelos sportinguistas e entrou diretamente no autocarro ouvindo ainda alguns gritos de desagrado.

A comitiva tinha à espera o autocarro do clube, tendo de imediato partido rumo à Academia de Alcochete.

A vinda pelo TCBeja fica a dever-se ao congestionamento do Aeroporto de Lisboa. Alguns voos charters estão a ser desviados para a infraestrutura aeroportuária de Beja.

Tal situação vai repetir-se na próxima segunda-feira, com o Sport Lisboa e Benfica, que no regresso dos Estados Unidos vai aterrar em Beja, às 7.40 horas.