FCP

Troca de nomes leva a pega entre Jesus e Lopetegui

Troca de nomes leva a pega entre Jesus e Lopetegui

O final do clássico parecia trazer a paz entre Jorge Jesus e Julen Lopetegui, mas o que começou por ser um abraço cordial descambou depressa numa pega apenas travada pela intervenção dos agentes policiais.

Ao que o JN apurou, uma das razões para a discussão foi o facto de o treinador do F. C. Porto ter dito ao do Benfica que não gosta de o ouvir trocar-lhe o nome nas conferências de Imprensa. Contactada pelo nosso jornal, fonte do clube da Luz não confirma essa versão e escusa-se a esclarecer o que aconteceu.

Depois de terem dado um aperto de mão no início do jogo, os dois treinadores já tinham discutido nos instantes finais, após um lance em que o basco protestou uma falta sobre Hernâni. Com o apito final de Jorge Sousa, Lopetegui dirigiu-se a Jesus e os dois técnicos abraçaram-se, mas a troca de palavras que se seguiu causou a confusão.

Nas imagens televisivas, percebe-se que é o basco a causar a ira do português e que este chega mesmo a tentar partir para cima, sendo impedido de o fazer pela ação policial e pelo adjunto Raul José, enquanto o diretor geral da SAD portista, Antero Henrique, afastava Lopetegui.

A confusão prolongou-se e alastrou ao túnel, onde Lopetegui continuou a tentar chegar junto de Jesus, com palavras tudo menos amistosas à mistura. Nessa altura, o técnico do Benfica ficou no relvado e abraçou Quaresma.

O treinador do F. C. Porto desviou a questão quando a polémica foi abordada na conferência de Imprensa, ao passo que o do Benfica aceitou falar sobre o assunto, mas sem revelar o teor da discussão.

"O que se passou é normal. Só quem não jogou futebol é que não percebe. É a adrenalina de um jogo que acabou, bate boca daqui, bate boca dali. Segue para bingo...", afirmou Jorge Jesus.