atletismo

Um sexto lugar com sabor a vitória para Susana Feitor

Um sexto lugar com sabor a vitória para Susana Feitor

Susana Feitor foi a primeira portuguesa a cortar a meta dos 20 km marcha, em sexto lugar, com o tempo de 1:31.26 horas, conseguindo a melhor classificação nacional até agora nos Mundiais de atletismo de 2011. "Neste momento só quero desfrutar", disse, considerando "uma honra muito grande" ter participado nos Mundiais pela 11.ª vez, um recorde absoluto.

O sexto lugar soube a "vitória" para a atleta. "Já tenho uma medalha de bronze, um quarto lugar em 1999, um quinto lugar em Osaka, e agora aqui sai-me um sexto lugar. Estou a preenchê-los. Falta-me um primeiro e um segundo", discorreu, sorridente, lembrando que chegou aos campeonatos de Daegu, na Corei do Sul, "com a referência do 10.º lugar no Mundial de Berlim2009".

Ao qualificar a prova como "bastante dura", a atleta que tem como melhor marca pessoal 1:27.55, e 1:30.44 nesta época, sublinhou que a equipa portuguesa -- com Ana Cabecinha e Inês Henriques em sétimo e décimo lugar -- fez "uma boa gestão táctica" dos 20 quilómetros, salientando o esforço colectivo.

Conseguir colocar "três marchadoras no 'top 10', acho que é fantástico. A marcha feminina está mais uma vez a provar que tem um nível fantástico", considerou, explicando que o alto rendimento das atletas obriga a qualificações constantes e que o sexto lugar não dá acesso directo aos Jogos Olímpicos.

"Desta vez foi a Vera Santos que ficou fora [dos Mundiais], no ano passado fui eu, e agora estou aqui e fui sexta", referiu.

Aos 36 anos, Susana Feitor não estabelece objectivos a curto prazo. "Para já, na minha cabeça está muito trabalho. As maiores adversárias poderão ser as minhas lesões", observou, ao indicar que há alturas em que passa "a vida a fazer tratamentos e a recuperar dos treinos".

"As pessoas até podem questionar o porquê, mas é a paixão, a dedicação, e o gosto. Quando temos um resultado como este valeu a pena", concluiu.

A prova foi ganha pela russa Olga Kaniskina, campeã olímpica, com a marca de 1:29.42. A chinesa Liu Hong e a russa Anisya Kirdyapkina ocuparam, respectivamente, as restantes posições do pódio, com os tempos de 1:30.00 e 1:30.12.

ver mais vídeos