Futebol

V. Guimarães reage ao alegado interesse do Benfica em Luís Castro e lembra regulamentos

V. Guimarães reage ao alegado interesse do Benfica em Luís Castro e lembra regulamentos

O Vitória de Guimarães reagiu este sábado em comunicado ao alegado interesse do Benfica em Luís Castro, relembrando os regulamentos da Liga.

O clube minhoto recordou o regulamento sobre o aliciamento a treinadores e salientou que não pretende alimentar uma "novela" quando, em breve, Benfica e Vitória de Guimarães se vão encontrar. Na mesma nota, os vimaranenses recordam, ainda, um artigo do Regulamento Disciplinar da Liga, que se refere ao aliciamento:

"O clube que direta ou indiretamente incitar um treinador de outro clube a denunciar, sem justa causa, o seu contrato de trabalho e ou celebrar com o mesmo qualquer acordo que vise a celebração de um contrato de trabalho ou promessa de trabalho será punido com a sanção de impedimento de registo do contrato de trabalho desse treinador, durante a época desportiva seguinte àquela em que a sanção se tornar definitiva na ordem jurídica desportiva e, no caso de tal registo já ter tido lugar, determinará a caducidade automática desse registo, ficando o clube imediatamente inibido de utilizar o treinador ou de incluir o treinador nas fichas técnicas dos jogos", pode ler-se num dos pontos do Artigo 85.º do Regulamento Disciplinar da LPFP.

Leia o comunicado na íntegra:

"Perante o conjunto de notícias, produzidas por alguns órgãos de comunicação social, e que relacionam um eventual interesse de uma outra Sociedade Desportiva pelo treinador principal do Vitória Sport Clube, impõe-se esclarecer o seguinte:

1. A Vitória Sport Clube, Futebol SAD não aceita, nem aceitará que se pretenda alimentar uma "novela" com base especulativa, colocando em causa a tranquilidade do trabalho da equipa do Vitória;

2. A Vitória Sport Clube, Futebol SAD aconselha alguma Comunicação Social, a uma leitura atenta ao Artigo 85º-A do Regulamento Disciplinar da LPFP, de forma a suportar, melhor, as suas crónicas;

3. Entende a Vitória Sport Clube, Futebol SAD que a Comunicação Social não pode ignorar que é parte integrante, e fundamental, do fenómeno desportivo e que de si se espera que contribua para um futebol assente em transparência, princípios éticos e defesa da verdade desportiva. A mesma não pode ignorar que o Vitória SC terá, a curto prazo, dois encontros com a Sociedade Desportiva que a Comunicação Social tem colocado como interessada no referido treinador;

4. A Vitória Sport Clube, Futebol SAD manterá, em qualquer circunstância, a posição assumida aquando do interesse manifestado por parte de um clube inglês no seu treinador principal, entendendo como hostil qualquer abordagem nesse sentido;

5. A Vitória Sport Clube, Futebol SAD exige, assim, respeito de todos os intervenientes, bem como da Comunicação Social, reiterando que a instituição está focada no cumprimento dos objetivos a que se propôs na presente temporada, começando já pelo encontro de amanhã."