Desporto

Vitória de Setúbal e Sporting de Braga empatam no Bonfim

Vitória de Setúbal e Sporting de Braga empatam no Bonfim

O Vitória de Setúbal e o Sporting de Braga empataram esta segunda-feira 1-1. em encontro integrado na 28.ª jornada da I Liga de futebol, disputado no Bonfim, em que ficou uma grande penalidade por assinalar a favor da equipa bracarense. Veja os lances do jogo.

O árbitro Hugo Miguel terá decidido bem na grande penalidade que ditou a expulsão do guarda-redes "arsenalista" Eduardo, aos 25 minutos, mas deixou por marcar uma grande penalidade clara contra a equipa sadina, que poderia ter permitido à equipa bracarense fazer o 2-0.

Num jogo bem disputado, o Sporting de Braga adiantou-se no marcador aos 12 minutos, com um remate de trivela de Éder, que deixou o guarda-redes Kieszek pregado ao solo, mas os sadinos, que falharam o castigo máximo aos 25 minutos, igualaram já na reta final da partida, aos 80, por Pedro Tiba.

Com os bracarenses cedo em vantagem, o Vitória tentou reagir de imediato, mas o jogo caiu numa toada morna e nenhuma das duas equipas conseguia construir verdadeiros lances de perigo junto da baliza contrária.

No entanto, aos 25 minutos, o árbitro assinalou a grande penalidade a favor do Vitória de Setúbal e mostrou o cartão vermelho a Eduardo, por alegada falta cometida sobre Dani, que terá impedido o jogador sadino de restabelecer a igualdade.

O treinador do Sporting de Braga tirou Rúben Micael para fazer entrar o guarda-redes Cristiano, mas o avançado sadino Ricardo Horta desperdiçou a oportunidade de restabelecer a igualdade, com um remate muito por cima da baliza bracarense.

O Vitória de Setúbal passou a jogar em vantagem numérica, devido à expulsão de Eduardo, mas continuou a perder por 1-0, resultado que se manteve até ao intervalo.

Na etapa complementar, Pedro Queirós, aos 54 minutos, e Ricardo Horta, aos 55, quase chegaram ao golo, mas Joãozinho e o poste direito da baliza de Cristiano impediram o golo da igualdade no Bonfim.

O Vitória de Setúbal atacava cada vez mais, com João Mário a organizar o jogo ofensivo da equipa sadina, mas os seus dianteiros, com destaque para Ricardo Horta, teimavam em não acertar com a baliza de Cristiano.

Aos 75 minutos, num lance de contra-ataque do Sporting de Braga, Pardo foi derrubado dentro da grande área do Vitória de Setúbal, mas nem o árbitro nem o auxiliar assinalaram a respetiva grande penalidade.

Cinco minutos depois, o Vitória de Setúbal acabou por restabelecer a igualdade numa jogada de insistência, com Pedro Tiba a fazer o golo sadino com um remate rasteiro, sem hipóteses para o guarda-redes Cristiano.

ver mais vídeos