Futebol

Vitória de Setúbal e Tondela empatam a zero

Vitória de Setúbal e Tondela empatam a zero

O Vitória de Setúbal e o Tondela empataram (0-0) esta segunda-feira, numa partida da primeira jornada da Liga, em que os beirões foram quem esteve mais perto de conquistar os três pontos.

No Estádio do Bonfim, em Setúbal, os sadinos ficaram a atuar com 10, após a expulsão de José Semedo, aos 86 minutos, antes de, já em tempo de compensação, Rubilio Castillo dispor da melhor oportunidade da partida num remate que acertou no poste direito da baliza de Makaridze.

Sandro Mendes apostou no mesmo onze que a 3 de agosto eliminou o Moreirense na Taça da Liga, enquanto os beirões, que tinham sido afastados da prova pelo Penafiel, apresentaram cinco alterações, sendo Filipe Ferreira, Pedro Augusto, João Pedro, Murillo e Jonathan Toro as novidades.

Apesar de os sadinos, que tiveram o treinador José Mourinho entre o público presente no Bonfim, terem sido os primeiros a criar perigo junto da baliza adversária - aos 9 minutos Hachadi rematou sobre a trave -, o Tondela, com mais posse de bola, foi a equipa com mais ideias no primeiro tempo, dispondo de duas ocasiões soberanas para inaugurar o marcador.

Aos 23 minutos, Murillo ganhou a Sílvio em velocidade e, na cara do guardião da casa, não conseguiu ultrapassar Makaridze, que foi um autêntico muro nesse lance. Volvidos dois minutos, após assistência de João Pedro, foi a vez de Jonathan Toro ficar a centímetros de marcar para o Tondela.

Só após os dois sustos, os anfitriões esboçaram uma reação, aproximando-se com perigo da baliza contrária. Aos 42, solicitado de cabeça por Hachadi, o capitão Vasco Fernandes, teve, em zona privilegiada, uma perdida incrível ao rematar para as nuvens. Antes do intervalo, Zequinha ainda introduziu a bola na baliza de Cláudio Ramos, mas o lance foi invalidado de imediato por falta sobre o guarda-redes.

No segundo tempo, o Vitória de Setúbal equilibrou o jogo em termos de domínio territorial, não dando tantos espaços ao Tondela para sair rápido para o ataque. Em termos de emoção, o jogo só voltou a ganhar intensidade nos minutos finais.

Exemplo disso aconteceu aos 83 minutos, momento em que Éber Bessa, num remate acrobático à entrada da área, obrigou Cláudio Ramos a defesa atenta. Mais difícil foi a intervenção de Makaridze no minuto seguinte quando Richard, num remate cruzado, obrigou o guarda-redes georgiano a aplicar-se.

Aos 86 minutos, o Vitória de Setúbal ficou reduzido a 10 jogadores devido à expulsão de José Semedo, médio que, na opinião do árbitro Vítor Ferreira, teve uma entrada imprudente sobre um adversário e viu o segundo cartão amarelo e respetiva expulsão.

Com mais um jogador em campo, o Tondela, aos 90+1 minutos, quase conseguiu chegar ao triunfo num lance em que Rubilio Castillo acertou no poste esquerdo da baliza de Makaridze.

Veja o resumo do jogo: