Ténis

Wimbledon ficou sem rainha: derrota pesada para Muguruza

Wimbledon ficou sem rainha: derrota pesada para Muguruza

O trono feminino de Wimbledon está vago desde esta quinta-feira, com a campeã de 2017, a tenista espanhola Garbiñe Muguruza a sofrer uma muito pesada derrota para a belga Alison van Uytvanck, apenas 47.ª do 'ranking'.

Não era previsível a vitória da belga, de 24 anos, e muito menos pelos números que foi, com 5-7, 6-2 e 6-1, em uma hora e 54 minutos de jogo.

O dia, ainda dedicado a jogos da segunda ronda, foi fértil em 'quedas' de favoritos, já que também o croata Marin Cilic (terceiro cabeça de série), retomou um jogo adiado de quarta-feira sem qualquer 'garra'. Segue em frente o argentino Guido Pella (82.º), com 3-6, 1-6, 6-4, 7-6 (7/3) e 7-5.

Outro favorito que fica em posição muito desconfortável é o alemão Alexander Zverev (4.º), que está a perder com o norte-americano Taylor Fritz. Os números do quadro ainda por completar são 4-6, 7-5 e 7-6 (7/0) para Fritz).

O 'contágio' de queda de favoritos não se estendeu no entanto a nomes como Rafael Nadal, Juan Martin del Potro ou Simona Halep, todos vencedores no número mínimo de 'sets'.

O espanhol, recente campeão em Roland Garros, continua a mostrar que também sabe jogar na relva e 'despachou o cazaque Mikhail Kukushkin (77.º) em duas horas e 23 minutos, com 6-4, 6-3 e 6-4.

Ainda não deverá ser na terceira ronda que os problemas aparecem, já que o próximo adversário é o jovem australiano Alex de Minaur (80.º).

Outro 'trintão' que 'teima' em estar em boa forma é o argentino Juan Martin del Potro (5.º), vencedor do espanhol Feliciano Lopez por claros 6-4, 6-1 e 6-2, em hora e meia.

'Nota mais' ainda para o sérvio Novak Djokovic, antigo campeão em Wimbledon e que também segue para a terceira ronda. O agora 21.º do 'ranking' afastou o argentino Horacio Zeballos (126.º), com 'arrasadores' 6-1, 6-2 e 6-3.

A confirmar a liderança da tabela e com confiança redobrada desde a vitória em Roland Garros - finalmente, um 'major' - está a romena Simona Halep. A mais recente 'vítima' foi a chinesa Saisai Zheng (126.ª), por 7-5 e 6-0.