Carlos Carvalhal

"Já fiz 19 testes e a minha cunhada que é médica nunca fez. Temos que prosseguir as nossas vidas"

"Já fiz 19 testes e a minha cunhada que é médica nunca fez. Temos que prosseguir as nossas vidas"

O treinador do Sporting de Braga, Carlos Carvalhal, afirmou esta sexta-feira que "o futebol é a atividade mais regulada" e que "não deve parar". "Temos que prosseguir as nossa vidas e atividades, e viver", apelou.

"Fiz hoje o 19.º teste [de despistagem da doença], a minha irmã que trabalha num centro de saúde ou a minha cunhada que é médica nunca fizeram um teste. Tem que haver regras, comunicação entre médicos e Direção-Geral da Saúde e verificar a todo o momento a situação para se prosseguir. Temos que prosseguir as nossa vidas e atividades, e viver. Talvez devamos encarar isto mais como uma doença de que como uma epidemia", disse o técnico, na conferência de imprensa de antevisão da deslocação do Braga ao reduto do F. C. Porto.

Carlos Carvalhal destacou o coletivo do F. C. Porto, adversário da primeira jornada da I Liga de futebol, considerando que a sua "estrela é Sérgio Conceição", mas garantiu um Sporting de Braga a lutar pelos três pontos no Dragão.

O técnico orientou o agora dragão Taremi na época passada, no Rio Ave, mas isso não lhe dá qualquer vantagem. "O Taremi é um excelente jogador, mas o F. C. Porto foi campeão não por uma ação individual, mas pelo seu coletivo. A haver uma estrela no F. C. Porto é o Sérgio Conceição, que fez um trabalho fantástico. O que nos preocupa é a qualidade da equipa no seu todo, não temos o nosso foco nas individualidades", referiu.

Carlos Carvalhal considera que os 'dragões' "têm mais soluções ofensivas, mas a matriz de jogo não vai mudar muito, [pois] é o mesmo treinador e os jogadores são basicamente os mesmos também".

Destacando que gosta que as suas equipas "tenham agressão ao adversário, a começar pelo guarda-redes", o treinador frisou que o Sporting de Braga vai ao Estádio do Dragão jogar "olhos nos olhos" com o F. C. Porto e já está "capaz de jogar no campo todo", postura que quer repetida em toda a temporada.

"Vamos jogar e encarar todos os adversários da mesma forma, sabendo que todos são difíceis. Este, se calhar, será o mais difícil, porque vamos jogar fora, com o campeão nacional. Mas, como disse na minha apresentação, vamos encarar o adversário olhos nos olhos e lutar pelos três pontos em todos os jogos", disse.

O treinador sustentou que os seus jogadores estão "preparados para a competição": "Fizemos jogos exigentes na pré-época, como com o Benfica ou o Valladolid, mas não são os resultados que são importantes nesta fase, antes a evolução da equipa e ela foi sempre a crescer, a melhorar e a corrigir erros, estou satisfeitíssimo porque acho que superámos as etapas de evolução", disse.

O Sporting de Braga não divulgará a lista de convocados esta temporada. Paulinho e Fransérgio estão em dúvida até à hora do jogo, mas Gaitán e Rui Fonte são ausências certas, também devido a lesão.

Sporting de Braga e F. C. Porto defrontam-se a partir das 21 horas de sábado, no Estádio do Dragão, no Porto, jogo que será arbitrado por João Pinheiro, da associação de Braga.

Outras Notícias