Benfica

Jesus admite adiamento do jogo com o Marítimo

Jesus admite adiamento do jogo com o Marítimo

Jorge Jesus, técnico do Benfica, reconheceu, esta quarta-feira, no Seixal, que o clube pode vir a pedir o adiamento de jogos, se os casos de covid-19 aumentarem no plantel. Com nove baixas, três relacionadas com a doença, o técnico chamou três jovens para a viagem a Glasgow.

Darwin, Weigl e Taarabt são as três grandes ausências dos plantel para o encontro desta quinta-feira com o Rangers, em Glasgow, inserido na quarta jornada da fase de grupos da Liga Europa. Um cenário ultrapassável, mas que pode levar o clube a encarar o adiamento de próximos jogos - Marítimo é já na segunda-feira - se existir um agravamento da situação.

"A covid é uma realidade do Mundo e há que estar preparado. Afeta-nos do ponto de vista social e as equipas podem ter várias situações destas. No nosso caso foram três jogadores e já é muito. No Brasil, que conheço melhor, há clubes com 16 e 17 atletas infetados, e tens de dar solução. Se, no nosso, caso isso um dia acontecer, jogam os que tivermos. Agora, se pudermos pedir o adiamento do jogo, se for permitido e entendermos que é a melhor solução, podemos colocar essa ideia em cima da mesa", sublinhou o treinador das águias.

Além dos casos de covid-19, Jorge Jesus não pode contar com Otamendi (castigado), André Almeida, Todibo, Nuno Tavares e Pedrinho (lesionados) e ainda Samaris, que não está inscrito. Os jovens João Ferreira, Paulo Bernardo e Gonçalo Ramos integram o lote de eleitos para a viagem à Escócia.

Sobre o adversário Jesus referiu a capacidade de ataque dos escoceses. "Não é fácil defensivamente parar esta equipa do Rangers que, em casa, já fez mais de trinta golos. Estamos preparados para as dificuldades e também para sermos uma equipa forte ofensivamente. Vamos fazer um jogo equilibrado, mas temos certeza certeza que vamos ser apertados. Temos de defensivamente estar muito bem", destacou o responsável, num encontro com a Imprensa ainda em solo luso, com intuito de evitar a conferência em Glasgow e minimizar os riscos de contágio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG