Ciclismo

João Almeida: "É uma pena que não tenha conseguido vencer a etapa"

João Almeida: "É uma pena que não tenha conseguido vencer a etapa"

O corredor João Almeida (Deceuninck-QuickStep), segundo na 19.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, esta sexta-feira, admitiu que queria vencer, mas ficou feliz por ver que está com "boas pernas" de momento.

"É uma pena que não tenha conseguido vencer a etapa e tenha ficado em segundo outra vez, mas por outro lado ganhei mais tempo na geral, o que é um bom sinal para o que falta. Vamos ver o que posso fazer", declarou Almeida, citado em comunicado da equipa.

O português voltou a acabar entre os favoritos, numa etapa ganha pelo britânico Simon Yates (BikeExchange), terceiro à geral, e distanciou todos os adversários do 'top 10', tendo-se afastado do camisola rosa, o colombiano Egan Bernal (INEOS), já dentro do último quilómetro.

Na estreia da subida a Alpe di Mera, o cilcista das Caldas da Rainha tentou vencer e subir mais na geral, em que é oitavo, mas acabou por ter de se contentar com o sexto pódio no Giro, em 40 etapas que disputou, e o 17.º posicionamento no top 10 de uma tirada.

"Quero agradecer a toda a equipa, foram incríveis e fizeram um trabalho perfeito para mim hoje. Senti-me bem e confiante, por isso ataquei cedo para ver o que podia acontecer. Estar lá em cima de novo com o resto dos favoritos, numa subida tão dura, foi bom e prova que estou com boas pernas de momento", declarou.

Yates, de 28 anos, cumpriu os 166 quilómetros entre Abbiategrasso e Alpe di Mera em 4.02.55 horas, 11 segundos a menos do que o português, com Bernal a terminar no terceiro posto, a 28.

Na geral, a liderança continua com Egan Bernal, que tem agora uma vantagem de 2.29 minutos para o italiano Damiano Caruso (Bahrain-Victorious), segundo posicionado, e 2.49 para Yates, terceiro. João Almeida é oitavo, a 8.26 do camisola rosa.

PUB

O português manteve o oitavo lugar da geral, mas aproximou-se dos ciclistas mais próximos dentro do top 10, ficando a 1.16 minutos do quinto classificado, o britânico Hugh Carthy (Education First-Nippo), quando falta outro dia de alta montanha e um contrarrelógio, especialidade que favorece o luso em detrimento dos outros candidatos.

No sábado, a 20.ª e penúltima etapa liga Verbania a Valle Spluga, em 164 quilómetros, na última tirada em pelotão, em alta montanha, antes do contrarrelógio de domingo, em Milão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG