Ciclismo

João Almeida resiste na montanha russa do Giro

João Almeida resiste na montanha russa do Giro

O ciclista português da Deceuninck-Quick Step, João Almeida, voltou a estar ao nível dos melhores na 12.ª etapa da Volta a Itália e manteve, pelo décimo dia consecutivo, a camisola rosa.

Numa tirada, de 204 quilómetros com início e chegada em Cesenatico, com muito frio, chuva e cheia de sobe e desce (três contagens de montanha de terceira categoria e duas de quarta), o português esteve sempre no grupo dos favoritos e contou com um aliado especial na derradeira subida categorizada.

Rúben Guerreiro, da Education First, que até já venceu uma etapa neste Giro, deu a roda ao compatriota, que ainda viu Domenico Pozzovivo tentar escapar nos derradeiros metros da ascensão, mas sem qualquer sucesso.

Na descida, foi então a vez de João Almeida assumir o comando de um muito reduzido grupo dos favoritos à geral, rolando sem grandes problemas até à meta, onde foi coroado, como vencedor da etapa, Jhonatan Narvaez (Ineos).

O equatoriano chegou isolado, enquanto o ucraniano Mark Padun (Bahrain-McLaren) fez segundo. Mais de oito minutos depois, chegaram os favoritos e João Almeida festejou mais um dia como líder do Giro, com destaque, também, para mais uma excelente prestação de Rúben Guerreiro, que terminou entre os melhores da geral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG