Desporto

João Bartolomeu acusa Keita de fugir com seis mil euros

João Bartolomeu acusa Keita de fugir com seis mil euros

O presidente da SAD da União de Leiria acusou o médio Keita de fugir do Estádio da Marinha Grande, este domingo, com uma mala com seis mil euros, antes do início da 28.ª jornada da Liga.

O maliano era um dos nove jogadores com que a União de Leiria contava para entrar de início face ao Feirense, evitando a falta de comparência e a descida automática de divisão, na sequência da greve de 14 jogadores do plantel.

Contudo, e apesar de constar na ficha oficial de jogo, Keita não subiu ao relvado, porque, segundo João Bartolomeu, apoderou-se "de uma pasta com seis mil euros e fugiu".

"Tinha um indivíduo lá fora, num carro, à espera dele. Eram seis mil euros para pagar os custos do jogo - polícia e outros - e fugiu. É um caso de polícia e já apresentámos queixa", disse João Bartolomeu, negando que o dinheiro fosse relativo aos ordenados em atraso de Keita.

O líder da SAD leiriense afirmou que não pagou ordenados em atraso a qualquer jogador: "Se pagasse a um deles, tinha de pagar a todos", disse, negando ter pago a Ogu e Alhafith, que furaram a greve do plantel e jogaram diante do Feirense.

"Não receberam dinheiro nenhum, são grandes profissionais", frisou o líder do clube de Leiria.