Exclusivo

João Henriques sobre tempo útil de jogo: "É preciso é mudar as mentalidades"

João Henriques sobre tempo útil de jogo: "É preciso é mudar as mentalidades"

O treinador João Henriques analisou a problemática do tempo útil de jogo.

Entre os intervenientes do jogo (árbitros, jogadores e treinadores), há algum mais culpado do que os outros para o tempo útil ser baixo?

Acho que é repartido por todos. Todos têm responsabilidades e, em conjunto, podem alterar coisas. Os 90 minutos nunca serão jogados na totalidade porque há paragens que são naturais, mas se há uma lesão ou uma assistência longa a um jogador, esse tempo deve ser compensado. Se se tiver que acrescentar 10, 12, 15 minutos no fim, que se faça.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG