Futebol

João Mário e a expulsão de Carvalhal: "Era escusado estragar a festa"

João Mário e a expulsão de Carvalhal: "Era escusado estragar a festa"

No rescaldo do jogo com o Sporting, o treinador-adjunto dos minhotos considerou o resultado injusto e criticou a expulsão dos dois treinadores.

"São duas equipas muito parecidas e muito iguais. Um jogo um bocadinho marcado pela primeira parte, em que foi impossível jogar futebol devido ao estado do terreno. Mas o Braga sempre com ascendente em relação ao Sporting. Tivemos azar de não fazer o golo do empate, era o mais justo. Na segunda parte, conseguimos impor o nosso futebol. O Sporting teve mérito ao conseguir defender a baliza. Matámos as transições do Sporting. O Braga fez tudo para ganhar o jogo e a final. Não conseguimos, mas estamos muito orgulhosos", começou por dizer João Mário.

Sobre as expulsões de Ruben Amorim e Carlos Carvalhal, o treinador adjunto considerou a decisão "escusada".

"Num jogo destes, os árbitros sabem que treinadores têm emoções. Era escusado estragar a festa e pôr os treinadores cá fora. Não percebi anda. O Carlos Carvalhal não disse nada. Era escusado", concluiu.

O Sporting venceu (1-0), este sábado, o Braga em Leiria e conquistou a Taça da Liga pela terceira vez, num jogo com três expulsões. Porro marcou o único golo do jogo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG