Futebol

João Paulo Rebelo: "Escolha resulta não do acaso, mas de um trabalho eficiente e de muita dedicação"

João Paulo Rebelo: "Escolha resulta não do acaso, mas de um trabalho eficiente e de muita dedicação"

João Paulo Rebelo, secretário de Estado da Juventude e do Desporto, salientou esta quarta-feira que a escolha de Lisboa para acolher a fase final da Liga dos Campeões de futebol resultou de "um trabalho eficiente" de várias entidades.

"Todo o país se deve sentir muito feliz, sobretudo muito orgulhoso, porque esta escolha resulta não do acaso, mas de um trabalho eficiente, e de muita dedicação", disse João Paulo Rebelo, em declarações à agência Lusa.

O Estádio da Luz, em Lisboa, foi o escolhido pelo Comité Executivo da UEFA para acolher o jogo decisivo da Liga dos Campeões, a 23 de agosto, depois de uma inédita final a oito na capital portuguesa, com encontros também no Estádio José Alvalade.

O governante considerou que a escolha anunciada pela UEFA "reconhece ao país uma capacidade organizadora, à qual se acrescenta, no contexto de pandemia, a segurança sanitária".

João Paulo Rebelo lembrou que todo o trabalho que culminou com esta escolha "implicou a cooperação das mais diversas entidades", entre as quais a Federação Portuguesa de Futebol, que classificou como "uma grande embaixadora do país", a Direção-Geral da Saúde e o Governo, que "acompanhou o processo passo a passo".

Para João Paulo Rebelo a retoma da Liga contribui de forma decisiva para a escolha da capital portuguesa. "A própria estratégia de retoma das competições nacionais, que foi bem-sucedida, deu um claro sinal à UEFA de que Portugal estava em condições de receber com segurança todos os que possam estar envolvidos na competição", referiu.

Outras Notícias