Boavista

João Pedro Sousa: "É fácil dizer que queremos ser corajosos, mas não o fomos"

João Pedro Sousa: "É fácil dizer que queremos ser corajosos, mas não o fomos"

O treinador do Boavista admitiu que a equipa não conseguiu ser corajosa nem ambiciosa e que o Benfica entrou "muito forte".

"Trazíamos uma estratégia e tentámos ser corajosos e ambiciosos, como eu tinha prometido na antevisão, mas falhámos. Isto é uma crítica ao treinador, não aos jogadores. Dizer na antevisão que queremos ser corajosos é fácil, mas na prática não o conseguimos fazer. Sofremos um golo aos 13 minutos e até aí tivemos pouco mais de um minuto com bola. Assim fica difícil", começou por dizer João Pedro Sousa, lamentado não ter conseguido dar uma alegria aos adeptos.

"O Benfica entrou muito forte, chegámos ao empate num lance que queríamos fazer mais, mas que não conseguimos. Ao intervalo, retificámos para sermos mais corajosos, entra a pressionar melhor e fomos o Boavista que queremos ser no campeonato. Acredito nas ideias, os jogadores também, por isso é assim que vamos jogar. Queríamos dar uma alegria aos nossos adeptos que não puderam cá estar. Não o conseguimos fazer, mas vamos levar esta imagem da segunda parte para os próximos jogos", concluiu.

O Benfica venceu (3-1), esta segunda-feira, o Boavista, no Estádio da Luz, em jogo da sexta jornada da Liga. Darwin, que marcou duas vezes, Sauer e Weigl marcaram os golos do jogo.

Com este resultado, o Benfica, que conquistou o sexto triunfo em outros tantos jogos na Liga, cimentou a liderança da competição, com 18 pontos, mais quatro do que os rivais F. C. Porto e Sporting, campeão em título, enquanto o Boavista, sem vencer há três rondas, totaliza oito pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG