Desporto

João Sousa desce um lugar e fecha agora o "top-50" do ranking mundial de ténis

João Sousa desce um lugar e fecha agora o "top-50" do ranking mundial de ténis

O tenista português João Sousa, eliminado logo na ronda inaugural do recente Masters 1000 de Xangai, caiu uma posição do "ranking" mundial e ocupa agora o 50.º lugar na classificação do circuito profissional, publicada esta segunda-feira.

Depois de chegar, em meados de setembro, ao encontro decisivo de Metz, a terceira final do ATP Tour que disputou na carreira, João Sousa ganhou apenas um encontro nos três torneios que disputou pela Ásia.

Em Kuala Lumpur, onde defendia o título, perdeu logo à entrada, seguindo-se o Masters 1000 de Pequim, onde apenas ganhou o primeiro encontro. Em Xangai, o número um português voltou a perder à primeira.

Graças à vitória em Xangai, o veterano suíço Roger Federer, que conquistou o 81.º troféu da carreira e 23.º Masters 1000, ultrapassou o espanhol Rafael Nadal e alojou-se no segundo lugar da hierarquia.

Federer, que liderou o "ranking" mundial até outubro de 2012, tinha passado pela última vez pelo segundo lugar da classificação em maio de 2013 e encontra-se agora a 2.430 pontos de distância do sérvio Novak Djokovic, que o helvético venceu nas meias-finais de Xangai.

Entre elite dos 10 melhores do mundo, o croata Marin Cilic, campeão do recente US Open, quarto e último "Grand Slam" da época, foi o outro jogador a subir, ganhando uma posição, do nono para o oitavo lugar, o que lhe permite alcançar a melhor classificação de sempre na carreira.

No circuito feminino não houve grandes alterações. A norte-americana Venus Williams continua a liderar confortavelmente a classificação do WTA, com 1.965 pontos de vantagem sobre a russa Maria Sharapova.

Michelle Larcher de Brito mantém a posição número 124 e a condição de número um portuguesa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG