Ténis

João Sousa perde em pares e diz adeus ao Open da Austrália

João Sousa perde em pares e diz adeus ao Open da Austrália

O português João Sousa, em dupla com o espanhol Pablo Carreño-Busta, foi eliminado, esta quarta-feira, na primeira ronda de pares do Open da Austrália, ao perder com o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak.

O vimaranense despede-se assim do primeiro Grand Slam do ano, disputado em Melbourne, um dia depois de ter caído na primeira ronda do torneio de singulares contra o argentino Federico Delbonis.

A dupla luso-espanhola perdeu em dois sets, pelos parciais 4-6 e 5-7, após uma hora e vinte e oito minutos de jogo.

Em 2019, Sousa, 59.º na hierarquia ATP, chegou à terceira ronda de singulares no Open da Austrália e foi semifinalista em pares, ao lado do argentino Leonardo Mayer.

Em jogo da segunda ronda, o sérvio Novak Djokovic, número dois mundial, segue em frente na prova australiana, após vencer o japonês Tatsuma Ito em três sets, pelos parciais 6-1,6-4 e 6-2, num encontro que durou uma hora e 35 minutos. Na terceira ronda, "Djoko" volta a medir forças com um nipónico, desta feita, Yoshihito Nishioka.

Já o italiano Matteo Berrettini, oitavo do ranking mundial, foi derrotado também na segunda ronda, pelo norte-americano Tennys Sandgren (100.º), por 7-6, 6-4, 4-6, 2-6 e 7-5.