Wimbledon

João Sousa trava longa batalha na estreia, mas fica pelo caminho

João Sousa trava longa batalha na estreia, mas fica pelo caminho

O tenista, número um nacional, ficou esta segunda-feira pela primeira ronda de Wimbledon, terceiro major da temporada, depois de perder o longo duelo travado com o italiano Andreas Seppi, no All England Club, em Londres.

O vimaranense, de regresso à relva londrina para defender os oitavos de final disputados na última edição do torneio, em 2019, ainda venceu o primeiro set, mas desperdiçou várias oportunidades e acabou eliminado pelo adversário, número 90 no ranking ATP, com os parciais de 4-6, 6-4, 7-5 e 6-2.

João Sousa, que figura no 120.º lugar na hierarquia mundial, até entrou melhor no desafio e fechou favoravelmente a primeira partida, antes de anular um break de vantagem no segundo parcial, mas não conseguiu confirmar no jogo seguinte e entregou o segundo set no 10.º jogo.

No terceiro parcial, o minhoto, de 32 anos, voltou a ser quebrado primeiro, recuperou, anulou um set point para fazer o 5-5, mas no 12.º jogo não resistiu ao terceiro set point e permitiu ao adversário, de 37 anos, passar para a frente no marcador.

Obrigado a vencer o quarto set para se manter na discussão pela passagem à segunda ronda, Sousa não foi capaz de aproveitar os quatro pontos de 'break' de que dispôs no terceiro jogo e deixou-se quebrar logo a seguir (1-3), não conseguindo recuperar mais e entregando a vitória no oitavo jogo, ao fim de três horas e 11 minutos.

Depois de só concretizar três dos 21 pontos de 'break' que teve à disposição, João Sousa despediu-se da prova de singulares de Wimbledon e continua sem vencer em torneios do Grand Slam desde 2019 no All England Club, onde atingiu a quarta ronda.

Andreas Seppi vai defrontar na fase seguinte do torneio o norte-americano Denis Kudla, que bateu hoje o espanhol Alejandro Davidovich Fokina em cinco renhidos 'sets', pelos parciais de 5-7, 4-6, 7-6 (7-4), 6-3 e 6-3.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG