Ténis

João Sousa volta a perder na estreia em Roland Garros

João Sousa volta a perder na estreia em Roland Garros

O tenista português João Sousa foi batido, esta segunda-feira, pelo espanhol Pablo Carreño Busta, voltando a 'cair' na primeira ronda de Roland Garros, segundo torneio do Grand Slam de 2019, que se disputa em Paris até 9 de junho.

O vimaranense, 70.º colocado do 'ranking' ATP, não conseguiu superar o amigo natural de Gijon, Pablo Carreño Busta (57.º ATP), que precisou de apenas três 'sets' para assegurar a qualificação para a segunda eliminatória, pelos parciais de 6-3, 6-1 e 6-2, em uma hora e 42 minutos.

Apesar de não vencer um encontro desde o Open da Austrália, em janeiro, e de ter contraído, um mês depois, uma lesão no ombro direito, Carreño Busta, que regressou à competição no ATP 250 de Barcelona, mostrou-se mais sólido e confiante no 'court' número 5, onde estabeleceu a igualdade no confronto direto com o minhoto (2-2).

João Sousa não viveu um dia assertivo na terra batida parisiense e, com 27 erros não forçados e apenas 21 'winners', face aos 42 pontos ganhadores e 17 erros não forçados do adversário e antigo 'top-10' mundial, foi afastado na estreia, à semelhança do sucedido há um ano, quando perdeu então com o argentino Guido Pella.

Consumado o desaire, João Sousa despediu-se da prova de singulares, com um prémio de 46 mil euros, mas mantém-se em competição na vertente de pares, ao lado do argentino Leonardo Mayer.

Já Pablo Carreño Busta, de 27 anos, marcou encontro para a segunda ronda com o australiano Alex di Minaur (21.º ATP), que bateu na estreia o norte-americano Bradley Klahn, pelos parciais de 6-1, 6-4 e 6-4, em uma hora e 42 minutos.