Flash

"Jogou de igual para igual"

"Jogou de igual para igual"

Que análise faz do encontro?

O Frederico Gil esteve excelente. Jogou de igual para igual com o Nadal e podia ter forçado o "tie-break" no primeiro set. No segundo parcial, esteve próximo de fazer o 3-0. Depois quebrou.

Acusou o desgaste?

Desconcentrou-se. Começou a pensar tanto no 3-0 e descontraiu. Falhou uma série de direitas e o Nadal aproveitou. Mas não deixou de ser excelente. O Nadal ganha a todos, não apenas ao Gil.

Está surpreendido pela evolução do Frederico Gil?

Sim. O Gil está um jogador maduro e adulto, apesar dos 23 anos. Melhorou o serviço e está muito mais consistente. Está a jogar contra os melhores e já tem entrada directa nos principais torneios.

Incluindo o Estoril Open...

Em 20 anos de Estoril Open, foi o primeiro português a entrar directamente no quadro. Vai ser uma das estrelas do torneio e merece isso.

PUB

Já chegou duas vezes aos quartos--de-final. Pode chegar mais longe?

Depende do sorteio, uma vez que não é cabeça-de-série. Se apanhar um Davydenko ou um Nalbandian de início, será complicado. É uma questão de sorte, mas tudo é possível. É preciso tirar-lhe a pressão dos ombros. Se não conseguir, vai ter de lidar com isso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG