Futebol

Jorge Jesus: "Acabou por ser uma vitória saborosa"

Jorge Jesus: "Acabou por ser uma vitória saborosa"

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, admitiu este domingo que a vitória sobre o P. Ferreira foi "arrancada a ferros". Os pacenses chegaram-se à frente por Oleg ainda na primeira parte, mas na segunda, Rafa Silva e Waldschmidt, este no último de compensação, operaram a reviravolta.

"Na 1.ª parte podíamos ter decidido o jogo, tivemos muitas oportunidades de golo na área, algumas só com o «keeper» pela frente. Normalmente a equipa é eficaz nessas situações. Mas o Paços fez um golo que, na minha opinião, tinha de ser invalidado. Já vi várias vezes o lance e tinha de ser invalidado", insistiu Jorge Jesus, justificando que havia um jogador pacense em posição irregular a tapar a visão de Vlachodimos.

"Sabia que ia ser um jogo difícil, o P. Ferreira tem um futebol positivo, joga para ganhar e, por outro lado, notou-se alguma falta de frescura física no Benfica, por causa do jogo de quinta-feira", prosseguiu o treinador do Benfica, mostrando, depois, como teve grande influência no triunfo das águias, através das substituições que operou.

"Fui mexendo na equipa, porque senti que se mexesse ia ter vantagem. Comecei a sentir que íamos fazer golos, podíamos levar no contragolpe, mas havia espaço e senti que os jogadores do Paços já não tinham muito andamento para acompanhar a nossa intensidade", analisou Jorge Jesus, concluindo pouco depois.

"Quando marcas na última jogada é um sinal de que a equipa está com alma e confiança e que acredita que pode fazer golo a qualquer momento. A equipa soube reagir à desvantagem inicial, não perdeu a cabeça. De fora, eu ia organizando, falando com os jogadores e acabou por ser uma vitória saborosa".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG