Desporto

Jorge Jesus: "Comigo vão jogar o dobro"

Jorge Jesus: "Comigo vão jogar o dobro"

Jorge Jesus foi, esta quarta-feira, apresentado como o novo treinador do Benfica.

Ao lado de Luís Filipe Vieira e de Rui Costa, o técnico ex--Braga foi igual a si próprio e garantiu que será campeão. E vai exigir muito aos jogadores.

Jorge Jesus apareceu na sala de Imprensa de fato, com uma gravata vermelha e igual a si próprio. O novo treinador do Benfica assinou, ontem, por duas temporadas, com outra de opção, e vem para ser campeão.

"Vou ser o 63.º da história do Benfica. Quero fazer parte da história do clube, quero ganhar títulos no Benfica. Não vim por questões económicas. Vim com a certeza e convicção que vou ser campeão nesta casa", afirmou Jorge Jesus, na Luz.

A ambição foi uma constante ao longo do discurso do técnico, de tal forma que Luís Filipe Vieira, presidente, e Rui Costa, director desportivo, não evitaram alguns sorrisos. Sobretudo, em dois momentos. Primeiro, quando Jesus analisou as aquisições Ramires, Patric e Shaffer.

"Já vi cinco jogos e assisti a uma semana de treinos do Ramires e não pensava ser treinador do Benfica. Tinha 20 anos, ninguém o conhecia, mas eu já o conhecia e quis trazê-lo para a minha equipa", referiu.

Depois, pela história. Dos 62 treinadores da história do clube, só três portugueses foram campeões: Fernando Cabrita, Mário Wilson e Toni. Jesus mostrou ter a lição bem estudada: "Só três portugueses ganharam o título, mas só 17 treinadores foram campeões. Vou ser o 18.º". Vieira e Rui Costa sorriram.

O novo técnico traz consigo os adjuntos Raul José - "o treinador dos avançados" -, Miguel Quaresma - "dos defesas" - e Mário Monteiro - "o preparador físico". Jesus adiantou que a equipa técnica vai ter mais dois elementos.

Jorge Jesus deixou um aviso a todos que irão trabalhar com ele. Obrigatório ganhar: "Quem vem para esta casa, só pode esse pensamento [ser campeão]. Não pode ter outro". Depois, aos jogadores: "Em termos individuais, o Benfica tem excelentes jogadores. Comigo vão jogar o dobro do que jogaram no ano passado."

O clube está em período eleitoral, mas Rui Costa esclareceu que a contratação de Jorge Jesus não está relacionada com o sufrágio. "As eleições são a 3 Julho, mas o Benfica não vai parar. Nesse dia, o plantel já está a trabalhar", referiu o director desportivo.

A finalizar, Rui Costa explicou a escolha no ex-técnico do Braga. "Quando pensámos em trocar de treinador, decidimos que seria um português. Pelo que fez nos últimos anos, Jorge Jesus reuniu todas as condições e estamos satisfeitos", afirmou.

Outras Notícias