Desporto

Jorge Jesus confirma notificação e diz-se tranquilo

Jorge Jesus confirma notificação e diz-se tranquilo

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, disse esta terça-feira que vai aguardar serenamente pelas conclusões do processo em que se viu envolvido na sequência dos incidentes ocorridos no final do jogo de futebol frente ao Vitória de Guimarães.

"Fui notificado hoje. Está dentro da normalidade deste tipo de processos. Estou completamente tranquilo com este procedimento e agora é aguardar serenamente. Não cometi nada de especial", disse o técnico à Benfica TV, confirmando a receção da notificação por parte da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em relação à situação verificada no final do jogo da quinta jornada da Liga de futebol, que os "encarnados" venceram por 1-0, Jesus disse não ter agredido ninguém e que apenas atuou sempre pensando num adepto: "Tentei sempre serenar os ânimos, na tentativa de poder ajudar o adepto".

Historiando a situação, Jesus referiu que no final do jogo a sua equipa quis festejar a vitória com os adeptos, tendo o defesa central e capitão Luisão sido o primeiro a pedir para entregar a camisola aos adeptos.

O técnico referiu que de seguida alguns adeptos entraram no relvado e, como foi um dos primeiros elementos a chegar, pediu para terem calma: "Depois, vejo um adepto a ser agarrado pelas forças da autoridade e tentei ajudar o miúdo. Pedi para o largarem, uma vez que ele queria participar nos festejos da vitória e queria uma camisola".

"Não agredi, nem nunca me passou pela cabeça nada disso. Nunca tive problemas com as autoridades, nem como cidadão nem como treinador. Achei que podia pedir para libertar o adepto, que queria apenas uma camisola", adiantou.

A finalizar, o técnico disse: "Se exagerei na tentativa de ajudar, só posso pedir desculpas às autoridades".

O treinador do Benfica foi notificado esta terça-feira pela PSP e constituído arguido, na sequência dos incidentes ocorridos no final do jogo entre os "encarnados" e o Vitória de Guimarães, devendo agora aguardar que o Tribunal Judicial de Guimarães o chame para prestar depoimento sobre o caso.

No final do jogo com o Vitória de Guimarães, Jorge Jesus intrometeu-se numa ação da polícia que tentava retirar adeptos do clube das "águias" do relvado do Estádio D. Afonso Henriques.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG