Futebol

Jorge Jesus espera até dia 20 pelo Flamengo

Jorge Jesus espera até dia 20 pelo Flamengo

Jorge Jesus terá confessado ao jornalista brasileiro Renato Maurício Prado, do portal UOL, que não desdenharia um regresso ao Flamengo, atualmente orientado por Paulo Sousa, mas que só esperaria até ao dia 20 deste mês por um eventual convite.

A revelação foi feita pelo jornalista, que assina uma coluna naquele portal, que contou ter assistido ao jogo entre o Talleres e o Flamengo (2-2), da Taça dos Libertadores, ao lado de Jorge Jesus.

Da conversa entre ambos, ressalta a alegada vontade de Jesus em voltar ao "Mengão". "Querer voltar eu quero, mas não depende só de mim. Espero até ao dia 20", terá dito o treinador português a Renato Maurício Prado, jornalista muito crítico quanto ao trabalho de Paulo Sousa nos primeiros meses no comando do Flamengo.

Falando num possível regresso de Jorge Jesus, que implicaria o pagamento de uma indemnização ao atual treinador, Prado chega a questionar: "Qual é o maior prejuízo: continuar com o Paulo Sousa, que tem um novo padrão que é irritar a torcida e perdendo tudo, ou considerar um investimento e trazer o mister de volta"?

Com o Flamengo a viver um arranque de temporada tremido, com derrotas na Supercopa, para o Atlético Mineiro, e na final do Carioca, para o Fluminense, um possível regresso de Jorge Jesus mexerá, certamente, com o ânimo dos adeptos do "Fla", que esta época já fizeram uma espera aos jogadores no centro de treinos do clube.

Jesus abordou, ainda, a saída do Benfica, referindo que "não havia mais ambiente" para continuar nos encarnados e apontando à "indisciplina do Pizzi, que disse um monte de disparates a um dos meus adjuntos, num jogo em que eu estava suspenso, e aí tudo desabou".

"Mas quando saí, o Benfica estava a três pontos dos líderes e classificado para os oitavos de final da Champions. Hoje, está a 15 pontos da liderança. O problema era só eu?", acrescentou.

PUB

Jorge Jesus confidenciou, ainda, que recebeu convites de Atlético Mineiro, Corinthians, hoje orientado por Vítor Pereira, e Fluminense para poder regressar ao Brasil, mas terá garantido que só está disponível para treinar o Flamengo ou a seleção canarinha naquele país. Tudo porque ainda hoje lhe pesa a "experiência muito má" quando trocou o Benfica pelo Sporting.

Vítor Pereira o melhor dos portugueses

Da conversa com Renato Maurício Prado nota ainda para a confissão de Jorge Jesus de que, dos quatro treinadores portugueses a trabalhar no Brasileirão, Abel Ferreira (Palmeiras), Vítor Pereira (Corinthians), Paulo Sousa (Flamengo) e Luís Castro (Botafogo), o melhor é Vítor Pereira.

"Basta ver os resultados dele em Portugal", terá justificado, admitindo ainda que Abel Ferreira, vencedor por duas vezes da Taça dos Libertadores com o Palmeiras, o tem surpreendido.

"Tinha uma certa resistência, não pelos resultados mas pelo estilo de jogo, mas estou a ver uma evolução muito grande no trabalho dele. Hoje é um treinador melhor do que quando chegou ao Brasil. E o Palmeiras é a equipa que está a jogar o melhor futebol no Brasil", parafraseou Renato Maurício Prado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG