Desporto

Jorge Jesus: "Jogo sem nota artística"

Jorge Jesus: "Jogo sem nota artística"

As dimensões exíguas do relvado do Estádio Marcolino de Castro, palco do embate deste sábado, entre Feirense e Benfica, levam Jorge Jesus a prever uma luta intensa e a sugerir que o encontro não terá "nota artística".

O treinador do Benfica, que realizou a antevisão do encontro ao princípio da tarde desta sexta-feira, desvalorizou o facto da Liga não ter autorizado a alteração do local do confronto para Aveiro, palco com outras dimensões.

"Teoricamente preferia jogar fora de Santa Maria da Feira, pois não é a casa do adversário. Mas está estabelecido que é lá e vamos fazê-lo com todo gosto. Jogaremos na relva, mas se fosse no sintético também o faríamos. Os jogadores do Benfica têm de estar sempre preparados", sublinhou o responsável.

PUB

Por outro lado, o técnico manteve a incerteza sobre sobre o tipo de estratégia a adoptar em face das condições do terreno.

"Será um jogo com menos espaço mas é certo que os mais evoluídos tecnicamente arranjam sempre soluções. Porém, também é nesses espaços que não se sentem tão bem", sublinhou sobre hipótese de adopção de um esqueleto mais técnico - Aimar - ou mais musculado.

A lista de 19 eleitos apresenta apenas uma alteração em relação ao jogo com o Gil Vicente: Miguel Vítor substitui Jardel. Restantes opções: Artur, Gaitan, Luisão, Garay, Emerson, Matic, Bruno César, Luís Martins, Javi Garcia, Nélson Oliveira, Saviola, Cardozo, Maxi Pereira, Nolito, Eduardo, Aimar, Rodrigo e Witsel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG