O Jogo ao Vivo

Benfica

Jorge Jesus: "Não há muito para enganar o Sérgio nem ele a mim"

Jorge Jesus: "Não há muito para enganar o Sérgio nem ele a mim"

Jorge Jesus, técnico do Benfica, admitiu esta quinta-feira, não existir espaço para grandes surpresas estratégicas entre os responsáveis de F. C. Porto e Benfica, equipas que se defrontam esta sexta-feira, no Dragão (21 horas). Defende que a equipa está melhor do que no duelo da Supertaça, mas rejeita qualquer vantagem física por ter poupado jogadores e não discutir o prolongamento na Taça de Portugal.

Na antevisão do clássico, esta quinta-feira, no Seixal, Jorge Jesus aceitou com naturalidade que Sérgio Conceição, líder técnico dos azuis e brancos, tenha indiciado que não seria difícil adivinhar o onze do Benfica. "É uma verdade que o F. C. Porto também não deve fugir muito do que aquilo que possa pensar e o Benfica também não para o Sérgio Conceição. Não há muito para enganar o Sérgio (Conceição), nem ele a mim", sublinhou o responsável das águias.

Os encarnados reencontram os portistas depois da derrota da Supertaça. Um jogo que o treinador garante já não exercer qualquer "influência" num quadro em que assume o seu conjunto se encontrar mais forte. "Pelo tempo que passou garanto que estamos melhores do que na altura", acentuou.

Por outro lado, recusou qualquer superioridade pelo facto de ter poupado jogadores no último duelo da Taça de Portugal e de não ter discutido o prolongamento, ao contrário do oponente.

"Estamos em pé de igualdade. Depois do jogo da Taça tentámos recuperar a equipa com trabalho ativo e técnico tático. Estamos preparados para um adversário normalmente forte no Dragão e para dar uma boa resposta com qualidade de organização de jogo defensiva e ofensiva. Queremos disputar todos os momentos do jogo e sair com a vitória", sublinhou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG