Flamengo

Jorge Jesus: "Vou deixar um legado no futebol brasileiro"

Jorge Jesus: "Vou deixar um legado no futebol brasileiro"

Após a vitória sobre o Atlético Mineiro (3-1), que deixou o Flamengo mais isolado no comando do "brasileirão", o treinador português não é de falsas modéstias e regista a patente de um modelo de jogo: "A nossa forma de jogar é totalmente diferente de todas as equipas. Não digo que é melhor ou pior, mas é minha".

O Maracanã festejou a vitória que deixou para trás o Santos e o Palmeiras, distanciados a oito pontos, e também celebrou Jorge Jesus, com um cântico - "Miiiiter, miiiister!" - que já é moda no Rio de Janeiro e por onde quer que passa "O Mais Querido", como se proclama o clube carioca. O português não disfarça o orgulho.

"Esta equipa trabalha comigo há três meses. Parecem três anos. Penso que vou deixar um legado, não só no Flamengo, mas no futebol brasileiro. A nossa forma de jogar é totalmente diferente de todas as equipas. Não digo que é melhor ou pior, mas é minha. Mas só deixa raízes quem ganha. Vamos deixar muitas das ideias que trouxemos. Estamos muito orgulhosos do nosso trabalho", disse Jesus, na primeira pessoa do plural, a estender os méritos a todo o "staff" português que o acompanha.

Na euforia generalizada e com toda a torcida já a sonhar com o título que escapa ao Flamengo desde 2009, Jorge Jesus logo relembra que ainda faltam 13 jornadas e corre a pôr água na fervura. "Nada está conquistado. Já ganhei campeonatos a cinco jornadas do fim com cinco pontos de atraso. Os anos dão experiência e conhecimento para essas situações. Mas o que mais me incomoda são as lesões. Não há reservas. O que me preocupa é o que aconteceu com o Filipe Luís e com o Arrascaeta. São lesões prolongadas. Espero que as recuperações sejam rápidas. Isso pode fazer a diferença", rematou Jesus.