P. Ferreira

Jorge Simão: "É uma vitória justa do F. C. Porto"

Jorge Simão: "É uma vitória justa do F. C. Porto"

O treinador do Paços de Ferreira admitiu que sofrer o golo do empate à beira do intervalo mexeu com a equipa mas que gostou da exibição dos castores na segunda parte.

"É difícil sofrer golo naquele momento. É sempre difícil, ainda mais a fechar a primeira parte. Prevíamos a entrada forte do F. C. Porto. A nossa estratégia era pressionar para combater essa estratégia inicial. Passámos a barreira psicológica dos 15 minutos e, depois, chegámos ao golo. A partir daí, acentuou-se a dificuldade para ter bola. Não foi demérito nosso, o F. C. Porto foi muito forte. Não conseguimos circular a bola. Sofremos um golo à beira do intervalo. A tendência que esperava para todo o jogo, foi a tendência após o 2-1", começou por dizer Jorge Simão, enaltecendo o que o P. Ferreira conseguiu fazer na segunda parte.

"Conseguimos jogar mais, temos uma bola no poste e esta do Baixinho no fim. Mas é uma vitória justa do F. C. Porto. Gostei mais da exibição após o segundo golo sofrido, pois tivemos mais bola. Aquilo que conseguimos fazer na segunda parte, em desvantagem, deixa uma imagem mais próxima do que somos. Uma equipa mais agressiva, com qualidade na posse e facilidade em chegar ao último terço. Claro que o F. C. Porto também teve oportunidades, mas foi uma imagem diferente, apesar de termos marcado antes", concluiu.

O F. C. Porto venceu (2-1), este sábado, o P. Ferreira, no Estádio do Dragão, em jogo da oitava jornada da Liga. Nuno Santos, Luis Díaz e Wendell marcaram os golos do encontro. Taremi foi expulso nos descontos.

Com este resultado, o F. C. Porto, uma das três equipas invictas na prova, em conjunto com o líder Benfica e o campeão Sporting, passou a totalizar 20 pontos, menos um do que as águias e mais três em relação aos leões, que têm ambos menos um jogo realizado, enquanto o Paços de Ferreira soma nove.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG