O Jogo ao Vivo

Desporto

José Mourinho faz hoje 50 anos e conta como vai passar o dia

José Mourinho faz hoje 50 anos e conta como vai passar o dia

Sete da manhã de 26 de janeiro de 1963. Nesse sábado, faz hoje 50 anos, Maria Júlia e Félix viveram um momento inesquecível. Nascia o segundo filho do casal, José Mário dos Santos Mourinho Félix, Zé Mário, como os amigos o chamam, o homem que se transformaria num mito do futebol mundial.

Ganhou 20 títulos em 12 anos, arrecadou duas Ligas dos Campeões, sagrou-se campeão em Portugal, Inglaterra, Itália e Espanha. Um treinador especial, um psicólogo, amigo dos jogadores, homem de discurso forte, agora a viver uma fase agitada no Real Madrid, e incapaz de deixar alguém indiferente.

Ontem, num intervalo da preparação do jogo com o Getafe, a poucas horas de viver mais um aniversário, respondeu a uma mão-cheia de questões do JN. Por minutos, o mito do futebol mundial voltou a ser Zé Mário.

Faz 50 anos. Qual foi o ano mais marcante da sua vida?

Não estou certo, mas diria que um dos mais marcantes foi 1996, quando a minha mulher e eu vimos satisfeito o sonho de sermos pais. A partir deste ano, a vida mudou para sempre.

Passa mais tempo a olhar para o passado ou a pensar no futuro?

Vivo o dia a dia, sem exageros nas recordações nem nos projetos. Mas analisar o que se passou, olhar para trás nas nossas vidas ajuda a construir um futuro melhor.

Tem medo de envelhecer?

Não tenho medo. Vivo cada etapa, desfruto os bons momentos e, depois, que seja o que Deus quiser.

Alex Ferguson tem 71 anos e treina o Manchester United. Imagina-se a ser treinador de futebol com essa idade?

Claro que sim. Quanto mais velho, melhor treinador. Esta é uma profissão onde as experiências vividas e acumuladas te fazem mais conhecimentos, te enriquecem como pessoa e como profissional.

O que o acumula dos anos mudou na sua personalidade?

Maturidade, controlo emocional, estabilidade...sem perder a essência. Esta é, digamos, a madeira de que sou feito.

Um dos seus trunfos é a forma como motiva os jogadores. Como é que se motiva a si próprio, depois de tantos jogos e de tantas vitórias?

A motivação é intrínseca à personalidade. Gosto de trabalhar, gosto da profissão, gosto de competir, gosto de ganhar, gosto de ajudar os outros a atingirem os seus sonhos... A motivação faz parte de mim.

Como vai passar o dia de aniversário?

Vou ver o meu filho jogar, vou treinar, vou almoçar com a minha família, passarei o dia com eles, jantarei em casa e depois vou para estágio. Assim... muito simples!

Que prenda gostava de receber?

A alegria da minha mulher e dos meus filhos por estarem comigo nesse dia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG