judo

Judoca João Pina conquista medalha de prata no Rio de Janeiro

Judoca João Pina conquista medalha de prata no Rio de Janeiro

O judoca português João Pina conquistou, no sábado, a medalha de prata de -73 kg no Grand Slam do Rio de Janeiro, que se está a disputar no ginásio do Maracanãzinho.

João Pina foi, sábado, o melhor dos portugueses presentes no Grand Slam de judo do Rio de Janeiro, arrecadando a medalha de prata nos -73 kg e 180 pontos para o "ranking" mundial.

A consagrada Telma Monteiro (-57 kg) acabou por não competir, por opção técnica, e os outros portugueses em prova ficaram-se pela primeira ou segunda rondas.

Pina entrou no ginásio do Maracanãzinho como o oitavo melhor do mundo e como bicampeão europeu, o que desde logo lhe dava um estatuto de favorito, que foi confirmando, combate a combate.

Ganhou ao chileno Fernando Salazar e ao austríaco Peter Scharinger, por ippon, e, depois, ao francês Benjamin Darbelet e ao romeno Costel Danculea, por waza-ari.

Na final, o luso, de 29 anos, enfrentou o japonês Riki Nakaya, um adversário bem mais novo, de 21 anos apenas, e em alta no panorama mundial, depois do triunfo no Grand Slam de Paris.

Pina e Nakaya nunca se tinham enfrentado, mas sábado o nipónico foi claramente mais forte, ganhando por ippon, quando já estava em vantagem, por yuko.

O português e o japonês, que é sétimo no último "ranking" mundial divulgado, vão entrar para o top-5 mundial, na próxima tabela.

Em -48 kg, Ana Hormigo, medalha de ouro na Taça do Mundo de Lisboa no último fim de semana, ainda venceu a vietnamita Ngoc Tu Van, por ippon, mas frente à japonesa Haruna Asami viria a perder também pela pontuação máxima.

Já Joana Ramos (-52 kg) e Nuno Carvalho (-60 kg) perderam logo no primeiro combate que realizaram, com a primeira a ficar um pouco aquém das expectativas face aos resultados que tem alcançado no circuito do judo, onde é quinta na hierarquia mundial.

Joana Ramos, que este ano se sagrou vice-campeã europeia em Istambul, foi derrotada pela italiana Rosalba Forciniti, também ela medalha de prata em Europeus, mas na competição disputada em 2010 em Viena.

Nuno Carvalho, campeão nacional em 2010, perdeu por ippon com o japonês Hirofumi Yamamoto, uma das promessas nipónicas nos -60 kg: campeão mundial de juniores e com cinco pódios em Taças do Mundo e Grand Slam nos últimos dois anos.

Telma Monteiro (-57 kg), segunda do "ranking" mundial, acabou por viajar com a seleção para o Brasil, mas apenas com o objectivo de estagiar, optando por não entrar em competição no Grand Slam brasileiro, para evitar um excessivo desgaste e por não precisar dos pontos em disputa.

No domingo competem no Grand Slam do Rio de Janeiro Yahima Ramirez, na categoria de -78 kg, e Diogo Lima, nos -81 kg.