O Jogo ao Vivo

Premium

Justiça desportiva pode condenar a SAD do Benfica no "e-Toupeira"

Justiça desportiva pode condenar a SAD do Benfica no "e-Toupeira"

A juíza Ana Peres considerou que "os crimes imputados a Paulo Gonçalves nada têm a ver com os interesses da pessoa coletiva" e, por isso, a SAD do Benfica foi absolvida da totalidade das acusações que lhe eram imputadas no âmbito do caso e-Toupeira.

No entanto, nesse e noutros aspetos, a justiça desportiva poderá ter uma interpretação diferente da que foi anunciada pelo Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa e, por isso, a sociedade dos encarnados ainda poderá vir a ser condenada por corrupção.

"O Conselho de Disciplina e o Tribunal podem chegar à mesma decisão - cometimento de uma infração disciplinar e de um crime de corrupção ou arquivamento (absolvição) - ou não, podendo assistir-se a um arquivamento de um lado e a uma condenação de outro", pode ler-se no relatório de atividades do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), relativo às duas últimas épocas desportivas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG