Futebol

Juventus com prejuízo de 113 milhões no segundo semestre de 2020

Juventus com prejuízo de 113 milhões no segundo semestre de 2020

A Juventus, de Cristiano Ronaldo, apresentou esta quinta-feira um prejuízo de 113 milhões de euros nas contas do segundo semestre de 2020, estimando que cerca de 50 milhões estão relacionados com a pandemia de covid-19.

"Nesta situação, espera-se que o exercício de 2020-2021, que, ao contrário do ano anterior, está totalmente condicionado pelos efeitos da pandemia, tenha perdas, também devido ao notável impacto do encerramento do estádio e as demais medidas cautelares impostas pelas autoridades, que penalizam os bilhetes para os jogos e venda de produtos", referiu o clube.

Os campeões transalpinos registaram ainda uma redução do seu património líquido, que passou de 239 milhões de euros em 30 de junho para os 125 milhões de euros no fim do ano.

De acordo com o comunicado oficial da "vecchia signora", as perdas verificaram-se na generalidade das áreas, incluindo 55 milhões pela queda nos lucros gerados pelos direitos dos futebolistas e 39 milhões pelo efeito que a pandemia do coronavírus teve nos "bilhetes para jogos e venda de produtos".

Segundo a Juventus, estas perdas foram parcialmente compensadas por um aumento de rendimentos nos direitos televisivos, em cerca de 27 milhões de euros. De igual modo, a pandemia estimulou as vendas online que cresceram 60%.

No total, segundo estima a Juventus, o impacto total da pandemia nas contas do semestre foi de cerca de 50 milhões de euros.

A 9 de março a Juventus recebe na Liga milionária o F. C. Porto, que se impôs no Dragão, por 2-1.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG