Basquetebol

Lakers arrasam os Miami Heat no primeiro jogo da final da NBA

Lakers arrasam os Miami Heat no primeiro jogo da final da NBA

Os Los Angeles Lakers entraram quarta-feira de forma 'arrasadora' na final dos 'play-offs' da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao baterem os Miami Heat por 116-98, num encontro que 'terminou' no início da segunda parte.

Os comandados de Erik Spoelstra até começaram muito bem, conseguindo uma vantagem de 13 pontos (10-23), mas, depois, os Lakers assumiram o comando: no final do primeiro período já venciam por três (31-28), ao intervalo por 17 (65-48) e a meio do terceiro por 'imensos' 32 (87-55).

Os Heat perderam o jogo e podem ter ficado sem o base esloveno Goran Dragic - que não voltou para a segunda parte - para o resto da final, sendo que Bam Adebayo também abandonou lesionado e Jimmy Butler atuou a segunda metade diminuído, após uma entorse.

Os Lakers dominaram em toda a linha, com destaque para os 11 'triplos' marcados na primeira parte - um recorde do clube nos 'play-offs' em qualquer parte -, num total de 13, em 19 tentados, até decidirem o jogo. Depois, só acertaram dois nos 'mesmos' 19.

Anthony Davis, com 34 pontos, nove ressaltos e cinco assistências, liderou os Lakers, secundado por LeBron James, que passou 'despercebido' na primeira parte, mas quase acabou com um 'triplo duplo' (23 pontos, 13 ressaltos e nove assistências).

Kentavious Caldwell-Pope (13 pontos), Danny Green (11) e os suplentes Alex Caruso (10) e Rajon Rondo (sete) também foram muito importantes na 'fuga' dos Lakers.

Na formação de Miami, Jimmy Butler, que entrou muito bem no jogo, foi o melhor, com 23 pontos e cinco assistências, enquanto Kendrick Nunn foi o suplente mais produtivo, com 18 pontos e cinco ressaltos, mas só esteve em campo depois de o jogo 'acabar'.

Os Heat entraram muito bem, tanto na defesa como no ataque, e conseguiram rapidamente uma vantagem de seis pontos (10-16), que, depois, passaram para 13 (10-23), obrigando os Lakers a solicitar dois prematuros descontos de tempo.

Com as entradas dos suplentes, os californianos reagiram e, com 'tiros' a cair de todo o lado, conseguiram dar a volta ao resultado ainda no primeiro período, que terminaram a vencer por 31-28, depois de um parcial de 21-5.

No início do segundo quarto, o conjunto de Miami, liderado por Herro, ainda voltou para a frente (41-43), só, que, depois disso, os Lakers assumiram o comando e, com mais um impactante parcial, agora de 24-5, chegaram ao intervalo com 17 à maior (65-48).

Os 11 'triplos' dos Lakers (recorde da equipa nos 'play-offs' numa parte), em 17 tentados (64,8%), marcaram a diferença, bem como os 10 em 10 nos lances livres e os 20 pontos do banco.

Sem Dragic, que não veio dos balneários devido a lesão, os Heat entraram com uma jogada de três pontos (2+1) de Butler, ao 'pé coxinho', mas os Lakers continuaram a dominar e passaram rapidamente a vantagem para cima dos 20 pontos (80-54).

Ainda antes do meio do terceiro período, a diferença escalou para 'escandalosos' 32 pontos (87-55), num inacreditável parcial de 77-32, depois dos 10-23 a abrir.

Os Lakers mantiveram, mesmo assim, as suas 'estrelas' quase até final, a jogar para os números, enquanto os Heat beneficiaram da 'enorme' inspiração de Kendrick Nunn (18 pontos, com oito em 11 nos 'tiros' de campo) para amenizar a derrota.

A final prossegue na sexta-feira, de novo na 'bolha' de Orlando, com a grande expectativa a residir no estado de saúde dos jogadores de Miami, nomeadamente de Dragic e Adebayo: sem qualquer um deles, os Lakers serão ainda muito mais favoritos.

Jogo no AdventHealt Arena, no Complexo da ESPN, em Orlando.

Los Angeles Lakers - Miami Heat, 116-98.

Ao intervalo: 65-48.

Sob a arbitragem de Marc Davis, Josh Tiven e Kane Fitzgerald, as equipas alinharam a marcaram:

- Los Angeles Lakers: Kentavious Caldwell-Pope (13), Danny Green (11), LeBron James (25), Anthony Davis (34) e Dwight Howard (2). Jogaram ainda Rajon Rondo (7), Kyle Kuzma (3), Alex Caruso (10), Markieff Morris (8), Jared Dudley, JR Smith e Quinn Cook (3).

Treinador: Frank Vogel.

- Miami Heat: Goran Dragic (6), Duncan Robinson, Jimmy Butler (23), Jae Crowder (12) e Bam Adebayo (8). Jogaram ainda Tyler Herro (14), Andre Iguodala (7), Solomon Hill (4), Derrick Jones Jr. (2), Kendrick Nunn (18) e Kelly Olynyk (4).

Treinador: Erik Spoelstra.

Marcha do marcador: 31-28 (primeiro período), 65-48 (intervalo), 93-67 (terceiro período) e 116-98 (resultado final).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia da covid-19.

Outras Notícias