Espanha

Laporta culpa Bartomeu pela crise do Barcelona

Laporta culpa Bartomeu pela crise do Barcelona

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, afirmou que Josep Maria Bartomeu, seu antecessor, "é uma pessoa desesperada" e o "principal responsável" pela grave situação financeira do clube da La Liga.

Na conferência de imprensa de renovação do contrato do jovem internacional espanhol Pedri, Laporta considerou que "Bartomeu começa agora a aperceber-se da dimensão do desastre pelo qual é responsável" e acrescentou: "O presidente é sempre o último responsável por tudo e deve sempre assumir as suas responsabilidades".

Em entrevistas a vários órgãos de comunicação espanhóis, Bartomeu veio a público defender a sua gestão, classificando-a de "séria e responsável" e assegurou que o clube catalão não está em queda, nem insolvente".

"A gestão foi sempre séria e responsável. Não sou eu que o digo, dizem-no a liga espanhola, a UEFA e a Forbes, que nos considerou o que clube mais valioso", afirmou, lembrando que a "pandemia [de covid-19] reduziu drasticamente as receitas".

Uma auditoria pedida pela nova direção do FC Barcelona, eleita em março passado, revelou que houve descontrolo e improviso na gestão diária do clube durante a presidência de Bartomeu.

Segundo a atual direção, a auditoria mostrou que a gestão de Bartomeu fez disparar a massa salarial em 61% em três anos e deixou uma dívida de 1350 milhões de euros até março.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG