O Jogo ao Vivo

Leixões

Paulo Lopo diz que "sem a intervenção dos grandes o futebol vai morrer"

Paulo Lopo diz que "sem a intervenção dos grandes o futebol vai morrer"

Paulo Lopo, ex-presidente da SAD do Leixões e atual líder da assembleia geral, mostra-se profundamente preocupado com a indústria do futebol, na sequência do adiamento do jogo Feirense-Chaves, da LigaPro, e deixa um apelo aos grandes do futebol nacional.

"Sem a intervenção do Sporting, F. C. Porto e Benfica, mais a Liga e Federação, o futebol morre (...) Estamos a viver uma ditadura sanitária e estão a destruir os clubes, principalmente os mais pequenos. Chega desta inércia", escreveu Lopo, no Facebook.

"Estive durante vários anos à frente da SAD do Leixões e sei que é difícil para os clubes da 2.ª Liga, mas também para a maioria dos clubes da 1.ª Liga, sobreviver nestas condições. O mínimo que há a fazer é jogar. E com público nos estádios, como noutras atividades culturais. Onde anda o presidente do Sporting? Onde anda o presidente do Benfica? Onde anda o presidente da Federação?", questiona o dirigente.

Entre outras medidas, Lopo, que fez parte da Direção da Liga, em representação do Leixões, considera urgente que seja traçado um "novo protocolo entre Liga e DGS para definir regras para o público nos estádios".

Outras Notícias