Fórmula 1

Lewis Hamilton vence Grande Prémio do Mónaco

Lewis Hamilton vence Grande Prémio do Mónaco

O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes), campeão do mundo em título, venceu, este domingo, o Grande Prémio do Mónaco, sexta prova do Campeonato do Mundo de Fórmula 1.

A instabilidade no tempo, que levou a uma partida com o carro de segurança em pista, influenciou a prova e levou a que a Red Bull cometesse um erro, decisivo na vantagem final de Hamilton.

O australiano Daniel Ricciardo, autor da 'pole position', liderou até à 32.ª volta, altura em que foi trocar para pneus 'slick' (piso seco), que não estavam prontos para ele, saindo atrás de Hamilton e terminando a prova com sete segundos de atraso para o britânico.

Hamilton acabou assim com uma espera de seis meses para uma vitória, tendo a última ocorrido quando assegurou o título em 2015 no Grande Prémio dos Estados Unidos, em outubro.

"Foi o conjunto de pneus para chuva que usei mais tempo. Foi uma loucura terem durado tanto, não sabia que os conseguia usar assim tanto tempo. Estou sem palavras, lutei muito por um dia como este", afirmou no final Hamilton, claramente feliz pela vitória e surpreso com a duração dos seus pneumáticos para chuva.

O piloto britânico elogiou ainda a prestação de Ricciardo ao longo da corrida.

"Uma palavra para Ricciardo, que conduziu de forma fenomenal. É um dos melhores pilotos que já enfrentei. Senti muita pressão da parte dele e espero ter muitas lutas com ele. Começar na 'pole' e terminar segundo nunca é o melhor, calculo que não esteja satisfeito", acrescentou.

Esta foi a segunda vitória de Hamilton no Mónaco, a primeira na atual temporada e 44.ª da sua carreira, sendo que, em 2008, quando venceu em Monte Carlo, foi igualmente com tempo chuvoso e numa prova em que saiu igualmente do terceiro lugar da grelha.

Em terceiro chegou o mexicano Serio Pérez (Force India), 6,5 segundos atrás de Ricciardo, mas à frente do quatro vezes campeão mundial alemão Sebastian Vettel (Ferrari), quarto, e do duas vezes campeão mundial espanhol Fernando Alonso (McLaren-Honda).

Apesar de ter terminado no sétimo posto, o alemão Nico Rosberg (Mercedes) conservou a liderança doo campeonato do mundo, agora com 106 pontos, mais 24 do que Hamilton, seu companheiro de equipa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG