Sporting

Líder da Torcida Verde diz que ataque foi "alimentado" por "discurso de ódio" na televisão

Líder da Torcida Verde diz que ataque foi "alimentado" por "discurso de ódio" na televisão

Uma dezena de indivíduos encapuzados, alegadamente com ligações a grupos do Benfica, agrediram elementos da claque Torcida Verde.

Um grupo de elementos da Torcida Verde, uma das claques do clube leonino, foi, esta segunda-feira, atacado por cerca de uma dezena de indivíduos encapuzados, alegadamente com ligações a grupos de simpatizantes do Benfica. Os dois clubes rivais repudiaram o "incidente" confirmado pela Polícia de Segurança Pública.

A informação inicial aponta para um conjunto de mais de uma dezena de simpatizantes que chegou às imediações do Estádio de Alvalade em duas viaturas ligeiras e uma mota e terá surpreendido os adeptos leoninos, que justificavam a presença no local devido à colocação de uma tarja de homenagem às vítimas da covid-19. Dos confrontos terão resultado alguns feridos.

"Não sabemos se eram adeptos do Benfica, outro clube ou organização. Eram 12 elementos de burca que nos atacaram. Pouco faltou para ser outro caso Marco Ficcini [adepto que faleceu num incidente junto ao Estádio da Luz]. A questão de fundo é o discurso de ódio que tem sido alimentado pelos programas televisivos com comentadores avençados e dirigentes. Há ainda um evidente problema de impunidade", sublinhou ao JN Luís Carlos, líder da claque Torcida Verde. No entanto, segundo informações recolhidas, tudo aponta para que os agressores sejam, alegadamente, adeptos encarnados.

Num comunicado, difundido a meio da tarde, o Sporting denunciou "os atos de violência gratuita contra a Torcida Verde desencadeados por um grupo de adeptos do clube rival". As águias, por sua vez, admitem que os incidentes envolveram simpatizantes "do Benfica e do Sporting" e reafirmaram "total repúdio e distanciamento" a "qualquer ato de violência, sejam provocados por adeptos do Benfica ou de qualquer outro clube". E destacam: "Não deixam de ser isso mesmo, atos de violência, nos quais não nos revemos". O Benfica apelou ainda à punição dos agressores.

Ronaldo regressa aos leões para acabar carreira

O plano de Cristiano Ronaldo está traçado e admite, segundo Claudio Raimondi, jornalista italiano da "Sport Mediaset", cumprir o contrato com a Juve até 2022 e depois voltar a Alvalade.

PUB

"Quer terminar o seu ciclo na Juventus e depois jogar dois anos no Sporting", explicou durante 0 programa "Pressing", em Itália. O regresso a Espanha ou a Inglaterra não são viáveis, segundo a mesma fonte.

5/02/2015 - Tochas e corte

Cinco adeptos leoninos ficam feridos, após o arremesso de tochas por parte das claques encarnadas no clássico. Clubes cortaram relações.

22/04/2017 - Morte de Ficini

O adepto italiano dos leões Marco Ficini é atropelado mortalmente perto da Luz. Luís Pina foi condenado a quatro anos de prisão por "negligência grosseira".

18/05/2020 - Três leões feridos

Três adeptos do Sporting ficaram feridos, após serem atacados na rua por um grupo de 15 adeptos benfiquistas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG