Premium

Líder dos árbitros sugere "dirigentes estrangeiros" para os clubes portugueses

Líder dos árbitros sugere "dirigentes estrangeiros" para os clubes portugueses

Caldo entornado! O F. C. Porto-Benfica (3-2) não terminou com o apito final de Artur Soares Dias e promete continuar na agenda, envolvendo muitos mais intervenientes das várias esferas do futebol português.

O apelo das águias, dirigido à Liga Portugal e à Federação Portuguesa de Futebol, no sentido de nomearem árbitros estrangeiros para os jogos do próprio Benfica e também do F. C. Porto, até ao final da época, não teve eco nas duas entidades visadas, apesar do pedido de reação que lhes foi endereçado pelo JN. A resposta aos encarnados surgiu, isso sim, pela voz do presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF). E não caiu bem junto do líder do Benfica, Luís Filipe Vieira.

"Temos os melhores árbitros da Europa. Se calhar faria sentido que trouxéssemos dirigentes do estrangeiro para os nossos clubes", sugeriu Luciano Gonçalves. Ao ter conhecimento da posição da APAF, o presidente das águias, no aeroporto de Lisboa, falou em hipocrisia e desafiou o homólogo dos árbitros a revelar a mensagem "bastante construtiva" que lhe enviou, bem como a que dele recebeu.