F. C. Porto

Líder dos Super Dragões apoia equipa do lado de fora do estádio do Vizela

Líder dos Super Dragões apoia equipa do lado de fora do estádio do Vizela

Fernando Madureira, dirigente máximo da principal claque do F. C. Porto, está impedido de frequentar recintos desportivos e encontrou uma solução alternativa para apoiar os azuis e brancos, em Vizela, no jogo da segunda jornada do campeonato.

O líder dos Super Dragões está em cima de um muro numa propriedade que rodeia o Estádio do FC Vizela, podendo desta forma apoiar o F. C. Porto sem infringir a ordem do tribunal.

Fernando Madureira foi condenado em setembro de 2021 pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD) a cinco meses de interdição de recintos desportivos e ao pagamento de uma multa de 2.600 euros, pela prática de quatro infrações relacionadas com atos de incitamento à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância, arremesso de objetos e envergar vestuário que incite à violência ou intolerância nos espetáculos desportivos.

PUB

Em causa estavam condutas ocorridas entre 2018 e 2020, durante jogos da I Liga que envolveram o F. C. Porto. Dois dos incidentes ocorreram no Estádio do Dragão, no Porto, durante a receção ao Feirense (outubro de 2018) e Benfica (fevereiro de 2020), que terminaram com a vitória dos azuis e brancos por 2-0 e 3-2, respetivamente.

Um outro incidente ocorreu em fevereiro de 2019, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, durante um jogo de futebol da 20.ª jornada da Liga, que terminou sem golos.

Finalmente, a quarta situação ocorreu após o termo do jogo de futebol da 31.ª Jornada da I Liga entre o Rio Ave e o F. C. Porto, em abril de 2019, no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde, que terminou com um empate 2-2.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG