O Jogo ao Vivo

Rali de Portugal

Liderança presa por nove segundos a uma especial do fim

Liderança presa por nove segundos a uma especial do fim

Kalle Rovanpera está muito perto de conquistar, pela primeira vez na carreira, o Rali de Portugal, mas não pode levantar o pé na segunda passagem por Fafe, com início marcado para as 12.18 horas, já que tem apenas nove segundos de vantagem sobre Elfyn Evans.

A manhã do último dia da quarta prova do Mundial de Ralis começou bem cedo e com o finlandês ao ataque, ganhando 2,7 segundos ao companheiro de equipa na Toyota no troço de Felgueiras.

Em Montim, Ott Tanak foi o mais rápido, seguido por Thierry Neuville, também em Hyundai, enquanto a dupla da Toyota fez terceiro e quarto, com Rovanpera a bater Evans por um décimo de segundo.

PUB

A história repetiu-se em Fafe 1, onde perante milhares de adeptos - muitos deles pernoitaram no local - viram mais uma "dobradinha" da Hyundai e de novo com Tanak a ser mais rápido do que Neuville, mas aqui Evans tirou quase dois segundos a Rovanpera, ficando a 6,6 da geral.

Os 8,91 quilómetros da segunda passagem por Felgueiras não mostraram qualquer cautela por parte de Rovanpera, que conseguiu o melhor tempo e "roubou" mais 2,4 segundos a Evans, tendo agora nove para gerir na segunda passagem por Fafe, cujo início está marcado para as 12.18 horas deste domingo.

Com quase todos os olhos postos na luta pelo triunfo, o último lugar do pódio também está em causa e muito, com Dani Sordo (Hyundai) a pressionar o terceiro Toyota, de Takamoto Katsuta, e a ficar a 2,2 segundos do japonês antes da "power stage".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG