Desporto

Liverpool deixa José Mourinho em situação complicada

Liverpool deixa José Mourinho em situação complicada

O treinador português José Mourinho continua com vida difícil no Chelsea, tendo somado, este sábado, nova derrota em casa para a liga inglesa de futebol, desta feita perdendo por 3-1 com o Liverpool.

Os 'reds', agora comandados pelo treinador alemão Jurgen Klopp, apresentaram-se em Stanford Bridge também a necessitar de vencer e obtiveram um importante triunfo que os pode relançar no campeonato.

Num dia em que foram inúmeras as mensagens de apoio por parte dos adeptos do Chelsea a José Mourinho, com cartazes onde se podiam ler mensagens como "You are one of us" (És um de nós) ou "Simply the best" (Apenas o melhor), o jogo até começou da melhor maneira para o português, que viu o brasileiro Ramires, ex-Benfica, inaugurar o marcador, logo aos quatro minutos.

Depois de um arranque de partida muito bom, os londrinos foram perdendo fulgor e o Liverpool foi assumindo o controlo das operações, mas só chegou ao merecido golo do empate no terceiro minuto de descontos da etapa inicial, através do brasileiro Coutinho.

Na segunda parte, o Chelsea voltou a aparecer melhor e remeteu o Liverpool para a sua defesa, tendo o conjunto de José Mourinho reclamado ainda com a decisão do árbitro Mark Clattenburg em não expulsar o brasileiro Lucas Leiva com o segundo cartão amarelo.

Óscar ainda podia ter feito o 2-1, mas o seu 'chapéu' foi espetacularmente defendido pelo guarda-redes belga Simon Mignolet, tendo este momento coincidido com o 'desaparecer' do Chelsea em campo.

Aos 74 minutos, novo momento grande de Coutinho em campo, ao bisar na partida, tendo o Liverpool, perante um Chelsea completamente derrotado, ainda feito o 3-1, pelo belga Benteke, aos 83.

A derrota deixa o Chelsea 'afundado' no 15.º lugar com 11 pontos (três vitórias, dois empates e seis derrotas), enquanto o triunfo permite a Klopp, ex-treinador dos alemães do Borussia Dortmund, levar o Liverpool ao sétimo posto, com 17 pontos.

No final, e numa altura em que crescem os rumores de que Mourinho pode estar de saída, o técnico luso limitou-se a responder com "não tenho nada a dizer" às sucessivas questões relativas ao seu futuro e, quando pressionado, referiu que não estava preocupado com o seu futuro e acrescentou que os adeptos do Chelsea, que cantaram o seu nome ao longo da partida, "não são estúpidos".

Outros Artigos Recomendados