Inglaterra

Liverpool e Chelsea vencem e seguem no encalço do líder Manchester City

Liverpool e Chelsea vencem e seguem no encalço do líder Manchester City

O Liverpool somou, este sábado, a quinta vitória seguida na Liga inglesa, diante do Aston Villa (1-0), e mantém-se na perseguição ao líder Manchester City, tal como o Chelsea, que bateu o Leeds (3-2), na 16.ª jornada.

No regresso da lenda Steven Gerrard a Anfield Road, agora do outro lado da 'barricada', como treinador dos "villans", foram os "reds" que saíram por cima, graças a uma grande penalidade sofrida e convertida pelo egípcio Mohamed Salah, que assinou o 14.º tento na competição, aos 67 minutos.

A formação comandada por Jurgen Klopp, que contou com o português Diogo Jota a partir dos 58 minutos, continua no segundo posto, com 37 pontos, menos um do que o líder Manchester City (38), que horas antes tinha batido o Wolverhampton (oitavo) pelo mesmo resultado (1-0) e também através de um castigo máximo -- que levantou muitas dúvidas -, cometido pelo português João Moutinho.

Raheem Sterling, aos 66 minutos, assegurou o triunfo dos campeões, numa partida na qual José Sá, Nélson Semedo, Rúben Neves e Moutinho, de início, e Podence e Trincão, desde o banco, jogaram pela formação treinada por Bruno Lage, enquanto Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva foram titulares nos "citizens", que jogaram toda a segunda parte em superioridade numérica, face à expulsão do mexicano Raul Jiménez em cima do intervalo.

Depois do desaire no dérbi londrino com o West Ham, o Chelsea retomou o caminho das vitórias, batendo o Leeds por 3-2, resultado que permite aos "blues" estarem na terceira posição, com 36 pontos, logo atrás de City e Liverpool.

Em Londres, o ex-sportinguista Raphinha colocou os visitantes na frente, aos 28 minutos, de grande penalidade, mas o conjunto liderado por Thomas Tuchel deu a volta, com golos de Mason Mount, aos 42, e Jorginho, aos 58, de penálti.

Poucos segundos após ter sido lançado por Marcelo Bielsa, o jovem Joe Gelhardt repôs a igualdade, aos 83 minutos, só que o Chelsea iria carimbar a vitória em tempo de compensação, aos 90+4, novamente num castigo máximo convertido por Jorginho.

PUB

Não muito longe de Stamford Bridge, o rival Arsenal venceu confortavelmente o Southampton por 3-0, com tentos de Alexandre Lacazette (21 minutos), Martin Odegaard (27) e Gabriel (62), e subiu provisoriamente ao quinto lugar, com 26 pontos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG