Exclusivo

Lobão: subida comprovou que talento não perde valor

Lobão: subida comprovou que talento não perde valor

Clube assumiu-se como candidato e está de volta à Elite aveirense, mas foi preciso pulso firme para alcançar o objetivo.

Na primeira palestra enquanto treinador do Lobão, Ricardo Pinheiro, que assumiu o cargo em vésperas do último Natal, pegou numa nota de 10 euros, dobrou-a, amassou-a e atirou-a para o chão. "No fim, perguntei aos jogadores qual era o valor daquela nota. Eles responderam que ela valia 10 euros e eu disse-lhes que com eles era a mesma coisa. O valor que tinham no início da época era o mesmo apesar das derrotas que tiveram".

Nessa altura, o Lobão estava numa série de três desaires seguidos e foi preciso tomar medidas duras. Para lá da troca do treinador, a Direção condicionou o pagamento dos prémios de jogo ao plantel à concretização da subida à Divisão de Elite da A. F. Aveiro, objetivo que o clube nunca escondeu e que selou a uma jornada do final da zona Norte da 1.ª Divisão, com uma vitória frente ao segundo classificado, Mansores (3-0). "Cortámos diversas regalias. Os jogadores já não recebiam prémio há seis jogos, mas eles compreenderam e agora vão recebê-los todos", conta o presidente, José Rocha, que voltou ao clube há três anos para o levar da 2.ª Divisão ao topo do futebol aveirense. "Cismei que tinha de ir com o Lobão até à Elite e cá estamos", diz, orgulhoso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG