Midtjylland - Braga

Lobos atacam a frio e deixam guerreiros a sarar feridas 

Lobos atacam a frio e deixam guerreiros a sarar feridas 

Minhotos reagem a golos sofridos no início das duas partes, mas penálti a acabar decide jogo (derrota por 3-2). Arsenalistas perdem liderança e adiam tudo para a última jornada.

O que parecia um final positivo, face às circunstâncias da partida, com um empate que garantia o apuramento, transformou-se para o Braga numa desilusão já nos descontos, com um penálti polémico, a dar a vitória ao Midtjylland e a atirar os arsenalistas para uma autêntica final com o Estrela Vermelha, a 9 de dezembro, na pedreira.

Apesar de não ter feito uma boa exibição na Dinamarca, o Braga podia ter obtido um resultado positivo e validar já o apuramento na Liga Europa, como segundo classificado. A equipa conseguiu reagir duas vezes a desvantagens, marcando perto do fim de cada parte, mas certamente já não contava com o terceiro golpe dos nórdicos. Os lobos atacaram a frio e decidiram o jogo. Lind, acabado de entrar, caiu na área num lance com Diogo Leite e o árbitro considerou penálti, decisão contestada pelos bracarenses, mas validada pelo VAR. Evander converteu o castigo máximo e decidiu aos 90+3 minutos.

Sem Matheus, nem Al Musrati, Carlos Carvalhal apostou em Tiago Sá e Lucas Mineiro, mas a equipa entrou mal e sofreu um golo cedo. Ao segundo minuto, Dalsgaard lançou Sviatchenko e o capitão desfez o nulo. O golo desorientou os minhotos e a resposta só surgiu perto do intervalo. Iuri serviu Ricardo Horta e o capitão do Braga fez o empate.

O segundo tempo trouxe mais do mesmo, com os dinamarqueses a voltarem a marcar cedo. Andersson tocou de cabeça para o centro, onde apareceu Isaksen, mais rápido do que os centrais do Braga, a finalizar, de cabeça.

PUB

Isaksen ainda falhou o 3-1, ao atirar à trave de baliza aberta, mas Galeno, que também já acertara no ferro, fez o 2-2, num remate em arco, ao ângulo mais distante.

O Braga festejou o empate, mas o final do jogo seria frustrante, com o referido penálti. Ainda assim, tudo está em aberto, sendo que uma vitória na receção aos sérvios, até devolverá a liderança. Já os nórdicos continuam na corrida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG